ANO: 23 | Nº: 5764
12/10/2017 Cidade

Prefeitura lança licitação para transporte e destinação final do lixo

Foto: Tiago Rolim de Moura

Resíduos sólidos atualmente são transportados até o aterro de Candiota
Resíduos sólidos atualmente são transportados até o aterro de Candiota

Em dezembro deste ano encerra o prazo do contrato de 180 dias com a empresa responsável pelo transporte e destinação final do lixo, a partir do aterro sanitário de Bagé até o município de Candiota. Uma nova empresa deve assumir o serviço, contratada após licitações lançadas na quarta-feira.
O secretário municipal de Meio Ambiente e Proteção ao Bioma Pampa, Aroldo Quintana, explica que as duas licitações irão otimizar o serviço de coleta e transporte de resíduos. No final de setembro, foi publicado um edital para contratação de empresa que será responsável pela coleta do lixo no perímetro urbano, que até o momento é realizada por empresa contratada de maneira emergencial. A nova empresa será conhecida no dia 27 deste mês.
Já a empresa responsável pelo transporte e transbordo do lixo coletado em Bagé para o aterro de Candiota, será conhecida no dia 14 de novembro. A vencedora será responsável, não apenas por transportar o lixo, mas também pelo local em que será depositado.
Atualmente, o serviço é realizado pela Meioeste Ambiental, de Candiota, que é responsável por transportar até cinco carretas por dia, com cerca de 80 toneladas, para o aterro do município vizinho. O serviço custa aos cofres públicos cerca de R$ 400 mil por mês.
Quintana explica que o contrato terá vigência de um ano, podendo ser estendido por mais quatro anos, porém poderá ser revogado assim que a nova célula do aterro de Bagé for liberada para uso. A secretaria atualmente está trabalhando a parte burocrática do processo, que exige uma extensa lista de procedimentos a serem executados, como autorizações, anuências e laudos, envolvendo vários técnicos de todas as áreas.
A primeira etapa a ser executada, como condição da Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam), é a emissão de anuência, devido à existência de um aeroporto no município, dada pelo Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea), realizada através do Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (Cindacta) ll. Para a liberação desta anuência, é exigida a apresentação de uma grande quantidade de documentos e laudos técnicos. “Após 45 dias teremos a resposta da anuência, que, se for positiva, será levada à Fepam junto a outros diversos documentos para solicitar a Licença de Instalação para a sexta célula do aterro sanitário de Bagé”, informa o secretário.
A expectativa de Quintana é de que em até oito meses a nova célula esteja em funcionamento. “Estamos trabalhando em todas as frentes necessárias para tornarmos o sistema de coleta e transbordo de lixo o mais eficiente e econômico possível. Para ativar a nova célula, serão investidos cerca de R$ 2 milhões, mas que se pagará em seguida, já que o transporte até outro município não será mais necessário”, destaca.

Deixe seu comentário abaixo

Em tempo real

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...