ANO: 25 | Nº: 6260
14/10/2017 Cidade

Urcamp marca presença na 105ª Expofeira com ações e projetos

Foto: Glauber Pereira

A Universidade da Região da Campanha (Urcamp) está presente na 105ª Expofeira de Bagé. Os cursos da instituição estão diariamente realizando ações e expondo os projetos, como por exemplo, o curso de enfermagem, que verifica pressão arterial, dá dicas de saúde, entre outras atividades. O estande da Urcamp está localizado ao lado da sala de imprensa.
De acordo com a reitora Lia Maria Herzer Quintana, a instituição participa há vários anos do evento, visto que há uma parceria de atividades, por meio de projetos, como o "Expoaula" - coordenado pelos cursos de Agronomia e Medicina Veterinária. "Estamos com a casa da Urcamp e todos os nossos cursos em algum momento fazem uma atividade. Mostramos os cursos oferecidos, a data do vestibular, Feira de Profissões, Congrega", diz.
A coordenadora do curso de Agronomia, professora Eliana Valente Silveira, conta que a parceria da instituição com a Associação e Sindicato Rural de Bagé se reforça a cada ano e, nesta edição, ainda foi lançado o projeto "Concertos Para Sempre Natal". "É importante que a instituição esteja inserida nos eventos fazendo ligação com a comunidade. A presença dos acadêmicos também é fundamental, pois além de confraternizarem, eles participam como estagiários, monitorias e em ginetes, integrando o campo e a cidade", destaca.

"Rádio Urcamp Rural" 
Pela sétima vez, a Expofeira conta com o projeto do curso de Jornalismo que é a "Rádio Urcamp Rural". Instalada na sala de imprensa, ao lado da assessoria do Sindicato Rural, funciona diariamente com programas de debate, entrevistas e informações. O veículo de comunicação é operado pelos acadêmicos do oitavo semestre, por meio da disciplina de Projeto Experimental em Radiojornalismo. Neste ano, os discentes apresentam os programas "Tarde Campeira", "Campo em Prosa" e "Entardecer do Parque".
Para o acadêmico Murilo Gonçalves, 28 anos, o projeto é uma oportunidade de vivenciar na prática o que é adquirido nos laboratórios da faculdade. "Aprimoramento. A experiência de rádio ao vivo é importante, pois alia os conhecimentos teóricos à prática", comenta.
Conforme o coordenador do curso, professor Glauber Pereira, os exercícios em laboratório são controlados e podem repetir, simular, mas na Rádio Urcamp Rural tem que denominar o tempo e a técnica. "Experiência vivenciada em eventos com entrevistados, ao vivo, é insubstituível", enfatiza o docente.


Assessoria de imprensa 

Ainda nesta edição, o curso de Jornalismo está auxiliando a Assessoria de Imprensa da Associação e Sindicato Rural. Cinco acadêmicos, de forma voluntária, estagiam no local e auxiliam na produção de conteúdo, entrevistas e fotografia. "Reúne o conhecimento técnico da sala de aula com experiências do dia a dia. O aluno aprende na vivência com outros profissionais", conta o coordenador do curso, salientando ainda que, "é uma oportunidade para um número maior de acadêmicos acompanharem um evento importante que se torna pedagogicamente eficiente para o curso de comunicação".
Para a aluna do segundo semestre, Nathália Godoy de Oliveira, 22 anos, é um aprendizado incrível e avalia positivamente a experiência. "Se eu já tinha certeza que jornalismo era minha vida, agora, mais ainda, me descobri dentro da profissão e estou completamente realizada", diz.
Segundo a assessora de imprensa do Sindicato, Graciela Freitas, os projetos do curso auxiliam no trabalho de divulgação das informações do evento. "Acho fantástico, pois é uma troca de experiência, onde orientamos, discutimos, aprendemos e, também, aconselhamos para exaltar a qualidade, pois cada aluno tem aptidão maior por foto ou texto", ressalta. Graciela ainda destaca o trabalho do projeto da Rádio Urcamp. "É um veículo de comunicação importante para quem está no parque, expositores, não só de informação, mas, também, de entretenimento. A rádio dá vida ao parque", completa.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...