ANO: 25 | Nº: 6312
17/10/2017 Fogo cruzado

Sonia afirma que não vai se afastar do cargo

A líder do PP no Legislativo bajeense, vereadora Sonia Leite, demonstrou descontentamento com manifestações que ganharam força nas redes sociais, após a maratona de sessões extraordinárias que resultaram na aprovação de um pacote de projetos apresentados pelo Executivo. A progressista salientou que estava em licença médica e adiantou que não vai se afastar do cargo. “Não comecem a fazer papéis para assumir a cadeira. Estou aqui. A população me elegeu para estar aqui”, desabafou a parlamentar.
Em reposta às críticas em redes sociais, Sonia destacou que não participou das sessões por conta da licença médica. Em função da saúde, ela também cancelou outras agendas, a exemplo da reunião com o diretor da empresa Azul, Ronaldo Veras, articulada pelo secretário estadual de Transportes, Pedro Westphalen. “Se eu estivesse em condições, não perderia a oportunidade de estar lá”, reforçou. Após lembrar que a demanda representava uma bandeira da ex-vereadora Cláudia Souza, a progressista frisou que tem objetivos definidos para o mandato.
A vereadora também anunciou que, amanhã, deve ser assinado, em Porto Alegre, o termo de cooperação, entre a prefeitura e o governo do Estado, para viabilizar o projeto de construção do Instituto-Geral de Perícias (IGP). “Esta é uma bandeira minha. É uma das demandas pelas quais trabalho no Legislativo”, enfatizou.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...