ANO: 26 | Nº: 6524
21/10/2017 Campo e Negócios

Secretário Ernani Polo faz balanço positivo de missão à Espanha

O secretário da Agricultura, Pecuária e Irrigação, Ernani Polo, fez balanço positivo da missão realizada em visita à Espanha e liderada pelo secretário-executivo e ministro interino da agricultura, Eumar Novacki, que buscou prospectar novos mercados a fruticultura brasileira e também para outros setores do Agro gaúcho. A viagem aconteceu no início da semana e um dos pontos altos da estada em território espanhol foi a participação junto a Fruit Attraction, em Madrid, uma das maiores feiras do mundo em frutas e hortaliças. Um total de 1,5 mil expositores de 110 países, entre eles o Brasil, participaram do evento. Na agenda realizada, houve reunião com os principais importadores e distribuidores de frutas brasileiras na Europa, junto ao presidente da Associação Brasileira dos Produtores Exportadores de Frutas e Derivados (Abrafrutas), Luiz Roberto Barcelos e direção executiva; reunião do ministro interino da agricultura, Eumar Novacki , com o embaixador brasileiro Antônio Simões, com a ministra da agricultura e pesca Isabel García Tejerina, como também reunião com investidores espanhóis em indústria de ovos fritos congelados e encontro empresarial Espanha-Brasil, no Global Fresh Market Forum da feira, além de conversações sobre exportação de arroz para a África via Porto das Ilhas Canárias . A comitiva também foi composta por Alexandre Pontes, Secretario Substituto de Relações Internacionais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) para prospecção de novos mercados, Evaldo da Silva Júnior, Diretor do Departamento de Promoção Internacional do Agronegócio do ministério.
“Estamos acertando com o presidente da Abrafrutas, Luiz Roberto Barcelos, a realização de um workshop no RS com produtores, com foco na produção, qualidade, sanidade e abertura de mercados de exportação, especialmente para o Rio Grande do Sul”, destacou o secretário Ernani Polo.
“Temos exemplos de pequenos produtores, de outros estados brasileiros, que se uniram de forma cooperativada, estão conseguindo produzir com qualidade e exportam o produto. Então a ideia é fazermos um seminário, se possível no final do mês de novembro, com apoio da Secretaria de Relações Internacionais e do Ministério da Agricultura e com a presença do presidente da Abrafrutas", continuou o secretário.
O Brasil é o terceiro maior produtor de frutas do mundo, só perdendo para China e Índia. Em quarto lugar estão os Estados Unidos. A produção estimada de frutas para 2017 é de, aproximadamente, 44 milhões de toneladas, segundo o IBGE. “Temos grande espaço para avançar nas exportações e para isso, possuímos produtos de qualidade. Ha possibilidades para buscarmos novos mercados para nossas frutas e estamos nos empenhando para alcançá-los o mais breve possível, a maçã gaúcha é um exemplo que já conquistou boa parte do mundo do que podemos fazer o mesmo com outras frutas", ressalta o secretário da agricultura Ernani Polo. Nesse sentido o secretário reforçou o pleito ao ministro Novacki e Alexandre Pontes para abrir o mais rápido possível o mercado da Colômbia para a maçã.

Exportação via Ilhas Canárias
Outro tema debatido pelo secretário Ernani Polo durante a missão foi com o presidente e toda diretoria do porto de Las Palmas, que fica nas Ilhas Canárias, território espanhol, mas que está muito próximo do continente africano. “Conversamos sobre as possibilidades, bastante viáveis, de consolidar uma relação comercial através do porto das Ilhas Canárias que é uma espécie de zona franca, que tem uma tributação quase a zero, onde se pode construir essa alternativa de escoar a nossa produção de grãos, arroz, trigo, frutas, leite, carnes e atender os países africanos. Eles tem rotas do porto de Las Palmas com 33 países da África e isso abre uma grande perspectiva para comercialização. Nosso desafio é ampliar a exportação e abrir novos mercados. Temos grande potencial”, diz o secretário Ernani Polo.


Ovos fritos congelados
Outro assunto tratado na missão foi relacionado a implementação de uma indústria de ovos fritos congelados, tema que já estava em tratativas através do Ministério da Agricultura, pelo Departamento de Promoção Internacional do Agronegócio, Asgav e produtores. “Sentamos com empresários que possuem essa tecnologia e estamos nos empenhando, junto ao Mapa e governo do Estado, para agilizar as licenças e dar todas as condições, para consolidar esse investimento no Rio Grande do Sul, que é uma inovação nesta indústria de ovos fritos congelados. O investimento iria para o México e, por uma ação do Ministério da Agricultura e empresários, irá se consolidar no Estado”, ressalta o secretário.

Ovinos
Também houve reunião sobre a produção de leite de ovelhas, uma demanda da Arco tratada pelo secretário com empresários espanhóis “ Estivemos com o maior produtor do mundo, que ordenha 20 mil ovelhas. A intenção é trocar tecnologias. A Arco nos demandou isso e possui produtores interessados em fazer a produção de leite de ovelhas para transformar em queijo com alto valor agregado, tudo isso através da troca de tecnologia, de genética, com a possibilidade de o Brasil importar embriões para o melhoramento genético na produção de leite”, finaliza o secretário Ernani Polo.

Deixe seu comentário abaixo

Outras edições

Carregando...