ANO: 24 | Nº: 6108
26/10/2017 Cidade

Engenheiros debatem valorização profissional e cenário nacional

Foto: Tiago Rolim de Moura

Venda de estatais foi um dos temas abordados pelos profissionais
Venda de estatais foi um dos temas abordados pelos profissionais

O programa do Núcleo de Engenheiros e Arquitetos de Bagé (Neab) na rádio Pop Rock recebeu, ontem, o candidato a presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado do Rio Grande do Sul (Crea-RS), Melvis Barrios Júnior, e à presidência do Sindicato dos Engenheiros Rio Grande do Sul (Senge-RS), Alexandre Mendes Wollmann. Os profissionais falaram sobre a valorização da engenharia pública e privada e sobre o cenário atual do setor no País. O programa foi conduzido pelo presidente do Neab, Adalberto Schäfer.
Melvis salientou que o atual cenário está difícil para os engenheiros. Ele destacou que, hoje, 70% do mercado elétrico conta com a mão de obra dos profissionais chineses e o governo do Estado aplica apenas 0,9% do Produto Interno Bruto (PIB) em infraestrutura. Para o candidato, será necessário um choque de gestão e melhores representantes políticos para que a situação melhore.
Wollmann disse que o avanço das tecnologias passa pela engenharia. Ele defendeu a manutenção da Companhia de Geração Térmica de Energia Elétrica (CGTEE), Companhia Riograndense de Mineração (CRM), Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE) e Fundação de Ciência e Tecnologia (Cientec) como empresas públicas, sustentando que não é vendendo o patrimônio que o Estado irá sair da crise.
O engenheiro eletricista e diretor do Senge, Diego Oliz, informou que mais de 380 engenheiros chineses trabalham na obra da Usina Pampa Sul, em Seival. Para o sindicalista, está é a primeira etapa da ‘recolonização’. “Daqui a pouco irão tomar conta de outros setores, como a pecuária. É fundamental que a engenharia seja nacional”, defendeu.
O integrante da coordenação da Zona Sul do Crea-RS, Luciano Vacilotto, também participou do programa. Além dele, assistiram, ao vivo, ao debate, o inspetor chefe do Crea-RS de Bagé, Luiz Arla da Silva, o secretário da inspetoria, Fernando Pereira de Menezes, a segunda vice-presidente do Crea-RS, Eliana Antônia Valente Silveira, coordenadora do curso de Agronomia da Universidade da Região da Campanha (Urcamp), e o coordenador adjunto de órgão consultivo do Crea-RS, Márcio Marun.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...