ANO: 25 | Nº: 6283

Norberto Dutra

redacaominuano@gmail.com
Pastor e presidente da Igreja Assembleia de Deus de Bagé Doutor em Divindade
28/10/2017 Norberto Dutra (Opinião)

Santidade existe sem manifestações carismáticas e vice-versa

Quando lemos a primeira carta de Paulo aos Coríntios, vemos que aquela igreja foi a que mais manifestou dons espirituais no tempo dos apóstolos. Eles oravam em línguas estranhas, tinham dons de profecia, curas, visões e revelações, no entanto, ela era a igreja que menos viveu em santidade. Os membros daquela igreja de Corinto estavam divididos entre si por questões banais, praticavam pecados vergonhosos, exaltavam os "grandes" homens de Deus e não tinham nenhum amor e pureza no coração, nem mesmo durante a celebração da Santa Ceia. Eles pensavam que eram espirituais por causa dos seus dons, mas Paulo os chamou de carnais (1 Coríntios 3:1-3).
Não estou negando as manifestações do Espírito Santo, pois eu creio nelas e sei o quanto são importantes para o crescimento do Reino de Deus. No entanto, elas não podem ser mais importantes do que a nossa santidade. O próprio Jesus disse em Mateus 7:22,23 que Ele expulsará da Sua presença aqueles que praticam a iniquidade, mesmo que tenham expulsado demônios e curado enfermos.


Santidade (santificação) é um processo
Apesar de termos sido regenerados e recebermos uma nova natureza depois de aceitarmos a Cristo, o pecado ainda habita em nosso corpo carnal e precisamos lutar diariamente para vencê-lo com a ajuda do Espírito Santo. É um processo que não depende só de Deus, mas também da nossa escolha. Às vezes, nós pecamos ao agir por impulso, sem confiar no Senhor. Outras vezes, porque estamos fracos espiritualmente, sem buscar a Deus. Então, ficamos tristes, nos sentimos culpados e com vontade de voltar atrás, mas devemos entender que mesmo que nós caiamos em tentação, Deus está sempre disposto a nos perdoar se nos arrependermos (Leia 1 João 1:9).
Não conquistamos a santidade de forma instantânea ou através de um milagre em que dormimos e acordamos santos. Deus sabe que estamos no processo e tudo o que Ele espera é que lutemos e nos esforcemos para sermos cada dia melhores, assim como Paulo disse: "Esforcem-se para viver em paz com todos e para serem santos; sem santidade ninguém verá o Senhor" (Hebreus 12:14).


Santidade é o desejo de todo cristão

Há muitas passagens na Bíblia que mostram que Deus escolheu um povo para ser santo. Em Efésios 1:4, diz que o alvo dessa escolha é que sejamos santos e irrepreensíveis diante dEle. Em 2 Tessalonicenses 2:13 diz que Deus nos escolheu para a salvação mediante a santificação do Espírito, e em Romanos 8:29 está escrito que fomos predestinados para sermos conformes à imagem de Jesus Cristo.
E por causa disso, o próprio Deus coloca em nosso coração o desejo de viver em santidade. Então, mesmo que tropecemos algumas vezes, nunca conseguimos conviver em paz com o pecado, pois a nossa consciência nos condena dia e noite. Então devemos ter a mesma atitude do filho pródigo: "Eu me porei a caminho e voltarei para meu pai, e lhe direi: Pai, pequei contra o céu e contra ti" (Lucas 15:18).
Ninguém que vive na prática do pecado, da corrupção, da imoralidade, da impiedade - e gosta disso - pode dizer que é salvo, filho de Deus, por mais que já tenha tido muitas experiências sobrenaturais. Santidade é a marca do verdadeiro cristão. Deus o abençoe. Até o próximo sábado, em nome de Jesus. Amém!

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...