ANO: 26 | Nº: 6527

Cleia Maria Gisler Siqueira

02/11/2017 Universo Pet

Alimentação de cães

O cão (Canis lupus familiaris) é um dos mais antigos animais domesticados pelo homem, mamífero da ordem dos carnívoros do gênero Canis (família canidae), surgiu a mais de 100.000 anos, do lobo cinzento no continente asiático. Cães apresentam-se como carnívoros, porém com hábitos e formas alimentares muitas vezes classificadas como de uma espécie onívora. Os cães, por suas características anatômicas e fisiológicas, tiveram uma evolução adaptativa em seus hábitos alimentares. A base da alimentação passou da carne para carboidratos, ficando a energia como o grande fornecedor de satisfação nutricional em detrimento da carga de proteína. Essa mudança trouxe como consequência a alteração comportamental, deixando os cães, antes ágeis e ferozes, hoje de comportamento controlável e menos dinâmicos.

As necessidades nutricionais envolvendo a quantidade de nutrientes a serem ingeridas para promover a saciedade segue a relação do peso vivo com a satisfação em nível de energia, ficando os níveis de proteína com acompanhamento especifico para os filhotes por estarem no período de formação de tecidos, ou seja, o crescimento.

Alimentar vários animais no mesmo ambiente e na mesma hora, de forma coletiva, estimula a ingestão de alimentos de forma competitiva, faz com que aconteça uma rápida ingestão e não ocorra uma eficiente mastigação, ficando o processo digestivo muitas vezes comprometido.

Também é importante destacar que vários alimentos fazem mal aos cães, por isso não alimente seu cão com sobras da sua alimentação. Um alimento gostoso para o ser humano muitas vezes é desaconselhável para os cães. Um exemplo que caracteriza bem essa afirmativa é que o chocolate para os cães pode ser fatal. Um ingrediente do chocolate, a teobromina, estimula o sistema nervoso central e o músculo cardíaco, 146 gramas de chocolate puro podem matar um cão de 22kg.

A alimentação inadequada pode gerar uma série de transtornos, entre eles a sobrecarga alimentar que predispõe a ganhos de peso exagerado, obesidade e muitas vezes induz a formação de cálculos urinários. As alterações metabólicas produzidas por distúrbios nutricionais ou patológicos devem ser tratadas por um médico veterinário que é o profissional habilitado para este exercício.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias do caderno

Outras edições

Carregando...