ANO: 26 | Nº: 6526

Viviane Becker

viviminuano@hotmail.com
Colunista social do Jornal Minuano, Viviane Becker é experiente jornalista de geral e conhecida editora do caderno de variedades Ellas.
02/11/2017 Caderno Ellas

Como enfrentar a ansiedade - o mal do século

Foto: Reprodução JM

Silvia Vargas palestrou sobre o assunto
Silvia Vargas palestrou sobre o assunto

Tema fez parte do ciclo de palestras da Farmácia Mistura da Terra

 

"A ansiedade é um estado caracterizado por medo, apreensão, mal-estar, desconforto, insegurança, estranheza do ambiente ou de si mesmo e, muito frequentemente, pela sensação de que algo desagradável está para acontecer", explica a psicóloga Silvia Vargas.

No dia 19 de outubro aconteceu a palestra intitulada "Como enfrentar a ansiedade – o mal do século" reunindo dezenas de participantes no auditório da empresa.  A psicóloga falou do assunto e deu dicas importantes que destacamos aqui.

Ela explicou que o transtorno de ansiedade é marcado por sintomas como a dificuldade de concentração, problemas no sono e preocupação excessiva. "Quando identificamos os sintomas da ansiedade, procurar por um profissional da saúde é o mais indicado, mas, se por algum motivo, você ainda se vê impedido, existem várias técnicas que auxiliam no  enfrentamento e que podem ser experimentadas. A eficácia de cada técnica irá variar de acordo com a pessoa, e é por isso que você deve tentar coisas diferentes, até perceber o que funciona melhor para você", argumenta.

 

O QUE EVITAR PARA IMPEDIR QUE OS NÍVEIS DE ANSIEDADE AUMENTEM

Cafeína: O café, o chimarrão e alguns refrigerantes são os maiores estimulantes da ansiedade. As pessoas com transtorno de ansiedade devem evitar consumir.

Açúcares refinados: O consumo exagerado de açúcar é ruim para a sua saúde física. No que diz respeito à ansiedade, o açúcar interfere com as alterações de humor.

Preocupação:  Preocupar-se com algo que você pode influenciar, que diminui o seu desconforto ou melhora a situação ou o seu estado, pode confirmar-se como útil. Porém, preocupar-se com algo que você não pode influenciar, que aumenta ainda mais o seu desconforto e mal-estar, é desperdício de energia.

 

COISAS QUE SE PODE FAZER PARA REDUZIR OS NÍVEIS DE ANSIEDADE

O aumento da atividade física: A esmagadora maioria das pessoas que sofre de transtorno de ansiedade se envolve pouco ou nada com a atividade física.

Promoção do relaxamento com o uso de chás: O relaxamento induzido através da toma de chás de ervas, como a camomila, erva doce e melissa (entre outros), produz uma sedação leve, sem causar efeitos secundários adversos.

Meditação e/ou oração: Tanto a meditação quanto a oração tem se mostrado eficaz na redução dos níveis de ansiedade e ajudado a solidificar o progresso em termos da gestão da ansiedade.

Pensar positivo: São os seus pensamentos que influenciam as suas emoções. É importante e necessário que na presença de sintomas de ansiedade você consiga orientar a sua atenção para pensamentos positivos.

Controle da respiração: Para reduzir as reações do sistema nervoso autônomo, devemos fazer o controle da respiração.

Investir em alimentos com triptófano: Ingerir alimentos que sejam fonte de triptófano, um aminoácido precursor da serotonina, como a banana e o chocolate. Outra possibilidade é ingerir o triptófano em cápsulas, junto com vitamina B6 e magnésio.

Mantenha foco de atenção no presente: Quando a mente passeia aleatoriamente entre passado e futuro, sem direcionamento para um planejamento presente, você pode se perder nas ideias e a ansiedade pode iniciar ou piorar.

Seja mais organizado: Trabalhar, estudar e viver em ambiente minimamente organizado ajuda no equilíbrio emocional e controle da ansiedade.

Esteja com quem você ama: A companhia de quem amamos é especial para nosso emocional. Quem está bem vive mais relaxado e menos ansioso.

Dedique tempo para se cuidar: Reservar algum tempo do dia para você e ser capaz de ouvir suas reais necessidades pode contribuir diretamente para o controle da ansiedade.

Cuide dos pensamentos para sorrir mais: Atenção ao que você pensa, pois isso terá impacto direto no seu humor. Avalie suas ideias.

Confie mais em si mesmo: Você é (ou deveria ser), sem dúvida alguma, a sua melhor companhia. Seja fiel a você. Confie mais em si e isso lhe dará forças para lidar com a ansiedade do dia a dia.

Fortaleça o autoconhecimento: Quem se conhece bem sabe respeitar seus limites, consegue dizer não, é capaz de se proteger e tem menos ansiedade.

Cuide bem do seu momento antes de dormir: Evite ações que levam à agitação, preocupação e desgaste. Procure conversar assuntos mais sérios fora do horário de ir para cama.

 

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias do caderno

Outras edições

Carregando...