ANO: 25 | Nº: 6403

Viviane Becker

viviminuano@hotmail.com
Colunista social do Jornal Minuano, Viviane Becker é experiente jornalista de geral e conhecida editora do caderno de variedades Ellas.
02/11/2017 Caderno Ellas

Emoções que aprisionam - Maria Yaguna

Somos responsáveis por nossas emoções e ter consciência disso amplia o autoconhecimento, exercício extremamente importante para o bem-estar emocional e a libertação do que podemos chamar de prisões emocionais.

O sentimento de responsabilidade pelas emoções dos outros é muito cansativo, pode atingir altos níveis de estresse, gerar ansiedade, medo e sensação de impotência.

Quando pensamos ser nossa a responsabilidade de fazer todos felizes, além de ser prejudicial para as relações, retirando do outro a liberdade de crescer, é prejudicial para nós, que acabamos vivendo a vida de todos menos a nossa.

Nossas emoções são um termômetro de nossas necessidades, e ao observá-las com carinho estamos aprendendo o que queremos e como podemos viver melhor.

É preciso atentar para não permitir também que os outros dirijam nosso sentir, pois a perda da liberdade emocional é uma das causas da infelicidade.

Dar um basta em um desses processos é um momento delicado, se estamos presos, nos sentindo responsáveis demais por alguém, ou percebemos que o outro dirige nossas emoções, podemos ter um caminho longo pela frente.

É necessária muita reflexão, em muitos casos, propôr diálogos até poder dizer não à culpa ou libertarmo-nos da opinião alheia.

A liberdade emocional passa pelo entendimento do que necessitamos, e que isso fique bem claro para todos. Expressar o que sentimos é o início desse entendimento.

Conhecer nossas emoções e respeitá-las é a base para a compreensão e o respeito por nós mesmos e pelos sentimentos dos outros.

Não podemos experimentar o amor negando nossas necessidades.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias do caderno

Outras edições

Carregando...