ANO: 24 | Nº: 6057
02/11/2017 Fogo cruzado

Frente Parlamentar quer ampliar representatividade dos vinhos nacionais

Foto: Divulgação

Pauta do colegiado inclui redução dos tributos e inclusão do produto nos free shops dos aeroportos
Pauta do colegiado inclui redução dos tributos e inclusão do produto nos free shops dos aeroportos

A agenda de trabalho da nova diretoria da Frente Parlamentar de Defesa e Valorização da Produção Nacional de Uvas, Vinhos, Espumantes e Derivados no Congresso Nacional foi pré-definida na semana passada. A pauta do colegiado, presidido pelo deputado federal Afonso Hamm, do PP, inclui a redução dos tributos e a inclusão do vinho brasileiro nos free shops dos aeroportos do país, definidos, pelo progressista, como uma importante vitrine para a produção nacional. 
Com a presença do diretor de relações institucionais do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), Carlos Paviani, e da senadora Ana Amélia Lemos, do PP, a diretoria criou a Coordenação do Enoturismo, que será liderada pelo deputado federal Herculano Passos, do PSD de São Paulo. O deputado Jerônimo Goergen, do PP gaúcho, estará à frente do processo que autoriza a comercialização dos vinhos nacionais em free shops.
O próximo compromisso está agendado para o mês de novembro, quando a frente estará reunida com o Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur) para tratar de projetos de divulgação do vinho brasileiro junto às embaixadas. Em parceria com as vinícolas, o colegiado também pretende entregar ao presidente Michel Temer uma cesta com produtos premiados, como forma de valorização da produção brasileira, para que sejam degustados durante jantares e ações do Palácio do Planalto. O debate é importante para a Campanha gaúcha, região que abriga algumas das vinícolas brasileiras.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...