ANO: 25 | Nº: 6282
07/11/2017 Fogo cruzado

Lei pode reservar mercado para vinhos e sucos gaúchos

Foto: Arquivo JM

Medida beneficia produção da região da Campanha
Medida beneficia produção da região da Campanha

A legislação que dispõe sobre a reserva de percentual para comercialização de vinhos e sucos produzidos no estado do Rio Grande do Sul está pronta para a pauta da Assembleia Legislativa. O texto apresentado pelo deputado Gilmar Sossella, do PDT, em 2015, pode ser votado, em plenário, a partir de hoje. A votação, entretanto, depende da definição da pauta, discutida antes da sessão, pelas lideranças de bancadas.
A redação, que depende de aprovação do parlamento gaúcho, determina que os estabelecimentos que comercializem vinho deverão reservar, no mínimo, 50% de sua carta para rótulos produzidos no Estado, quando tratar-se de estabelecimento que sirva o produto no local da comercialização; e 25% dos vinhos à venda para rótulos produzidos no Estado, quando tratar-se de estabelecimento que comercialize o produto para consumo posterior. Se a matéria for aprovada, os estabelecimentos também serão obrigados a comercializar suco de uva produzido no Rio Grande do Sul. As medidas não se aplicam às microempresas.
Sossella argumenta que a medida beneficia a produção do Vale dos Vinhedos, composto pelos municípios de Bento Gonçalves, Flores da Cunha, Nova Pádua, Farroupilha, Garibaldi, Monte Belo do Sul e Santa Teresa, e os produtores da região Oeste-Central, através dos vinhedos de Bagé, Encruzilhada do Sul, Santana do Livramento, entre outros, também possui destaque na produção de vinhos.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...