ANO: 25 | Nº: 6335
11/11/2017 Cidade

Tenor e maestro definem detalhes dos “Concertos para Sempre Natal”

Foto: Tiago Rolim de Moura

Joab e Leite realizaram reunião na sexta-feira
Joab e Leite realizaram reunião na sexta-feira

O tenor bajeense Flávio Leite e o maestro da Orquestra Filarmônica Batista (Ofiba), Joab Muniz, iniciaram na sexta-feira, a definição dos detalhes e repertório para a sétima edição do projeto “Concertos para Sempre Natal”, que acontece nos dias 19, 20 e 23 de dezembro. O evento conta com uma parceria entre a Universidade da Região da Campanha (Urcamp), Igreja Batista Conservadora e Prefeitura de Bagé, com apoio do Jornal MINUANO.
O cantor lírico, de 37 anos, vive há quase duas décadas longe de Bagé. Para o bajeense, é muito emocionante colaborar com o projeto, devido à qualidade e relevância social. Ele e Muniz são colegas de mestrado em uma universidade do Rio de Janeiro.
Leite é, atualmente, um dos tenores mais solicitados nas produções artísticas pelo mundo. Ele lembra que teve o incentivo da mãe que o levava, ainda pequeno, em espetáculos de música lírica, com cantores de Bagé. “Agora, é minha vez de incentivar outras pessoas. A missão da música é proporcionar momentos de elevação”, frisou.
O tenor conta que cantou no Coral Auxiliadora e teve aulas no Instituto Municipal de Belas Artes (Imba). Formado em Relações Públicas, Leite aliava o estudo universitário com as aulas de música.
Muniz salientou que a participação do tenor será no dia 19 de dezembro, a partir das 21h, no Museu Dom Diogo de Souza. Nessa noite, a Orquestra Jovem do Pampa será responsável por executar o repertório, com clássicos da música erudita e natalina.
A apresentação do dia 20 de dezembro, também às 21h, será com apresentação da Orquestra Filarmônica Batista, coral, solistas e atores, que encenarão o nascimento de Jesus Cristo. O evento que encerra a sétima edição do projeto acontece no dia 23 de dezembro, às 21h, no Anfiteatro Cesareia, no Centro de Eventos Batista, no bairro São Martim.
Para o maestro, é importante que os bajeenses tenham contato com o talento do tenor, que é fruto da terra. Esta é a segunda vez que cantor participa do evento. A estimativa, para este ano, é de que mais de 12 mil pessoas prestigiem os concertos.

 

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...