ANO: 23 | Nº: 5793
14/11/2017 Fogo cruzado

Vereadores divergem sobre utilização da usina de asfalto

Foto: Divulgação

Graziane afirma que medida não vai gerar custos para bajeenses
Graziane afirma que medida não vai gerar custos para bajeenses

Uma divergência sobre a proposta de convênio entre as prefeituras de Dom Pedrito e Bagé, para utilização da usina de asfalto bajeense, pontuou os debates do Legislativo durante a sessão ordinária de ontem. O assuntou foi iniciado pelo líder do PT, vereador Lélio Lopes (Lelinho), que manifestou preocupação com custos eventuais, provocados pela produção destinada ao município vizinho. “Vai custar combustível e energia”, disse. “Se decidirem firmar um convênio, acredito que a população deve ser consultada”, pontua.
O vereador Graziane Lara, do PTB, reconhece que existem tratativas para uma espécie de convênio, mas garante que não haverá custos. “Não queremos nos isolar, nos fechar para a região. O que existe é um diálogo para utilização da usina, onde a Prefeitura de Dom Pedrito pode entrar com o material e arcar com os custos de produção. Não vai sair dinheiro dos bolsos dos bajeenses”, afirma, ao salientar que a utilização da usina é fundamental. “Quando assumimos o governo, o equipamento apresentava problemas, por falta de uso”, reforça.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...