ANO: 25 | Nº: 6379
21/11/2017 Cidade

Chapa 3 vai participar do processo eleitoral do Simba

Foto: Rochele Barbosa/Especial JM

Rochel e Carmem estão na disputa
Rochel e Carmem estão na disputa

Três chapas vão disputar a eleição do Sindicato dos Municipários de Bagé (Simba). Na manhã de ontem, conforme explica a advogada presidente da comissão eleitoral, Luciane Freitas Maciel, a juíza da 1ª Vara do Trabalho de Bagé, Marcele Cruz Lanot Antoniazzi, concedeu liminar determinando a participação da Chapa 3, que havia sido indeferida no início do processo.
O Jornal MINUANO apresentou, ontem, as propostas de duas chapas homologadas anteriormente para concorrer ao pleito. Após a liminar, a reportagem entrou em contato com a presidente e o vice-presidente da Chapa 3, Carmem Lúcia Moreira Silva (Carmem Gari, como é mais conhecida) e Paulo Rochel, respectivamente. Com pouco tempo para realizar a campanha eleitoral, eles apresentaram algumas das principais propostas para a categoria.
Carmem, que é servidora municipal desde 2006, afirma que uma das preocupações da chapa é dar ao sindicato uma gestão mais humanizada, que atue ao lado do servidor. "Hoje, há muitos trabalhadores que foram afastados por problemas de saúde e eles enfrentam dificuldade financeira porque não recebem vale-refeição, nem vale-transporte ou hora-extra. O salário cai até 40%. Queremos acompanhar caso a caso essas situações e ver o que pode ser feito", destaca.
Sobre uma das reivindicações da categoria, a melhoria salarial, eles destacam que se eleitos, irão buscar a reestruturação. "O servidor recebe por Piso Municipal de Salários (PMS). O que queremos é conversar com a prefeitura para estipular cargos e salários diferenciados, conforme prevê a Constituição", afirma Rochel.
Sobre o Fundo de Pensão e Aposentadoria do Servidor (Funpas), Carmem explica que a situação será acompanhada pelos dois integrantes designados pelo sindicato. "Não sabemos qual a situação real porque até então nem estávamos mais concorrendo e não recebemos as informações que solicitamos, os números do Funpas. Mas vamos acompanhar a situação, se eleitos", diz.
A eleição acontece no dia 23 de novembro, na sede da representação sindical, das 8h às 18h. Para votar, os associados devem ter, no mínimo, um ano na entidade e estar com a mensalidade em dia. O processo eleitoral irá definir a nova diretoria, que estará à frente da entidade no período de 2018 a 2020.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...