ANO: 26 | Nº: 6526
24/11/2017 Cidade

Prefeitura realiza primeiro mutirão de cadastro do Cartão Reforma

Foto: Tiago Rolim de Moura

Ana Adélia sonha em concluir cozinha
Ana Adélia sonha em concluir cozinha

A comunidade do bairro Ivo Ferronato recebeu, ontem, a estrutura da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, Habitação e Direitos do Idoso, para a realização do cadastro de propostas para o Cartão Reforma. Bagé é um dos 28 municípios pré-selecionados. Cada um dos 176 beneficiários bajeenses pode receber de R$ 2 mil a R$ 9 mil.
O programa Federal beneficia pessoas de baixa renda, por meio da concessão de subsídio para compra de materiais de construção para reforma, ampliação ou conclusão de unidades habitacionais. De acordo com o Carlos Adriano Carneiro (Esquerda), serão realizados três mutirões de cadastramento. Os próximos irão ocorrer no sábado, abrangendo a população atendida pelo Cras Prado Velho, que será realizado das 13h30min às 17h, em frente ao ginásio Mosquitão. O cronograma encerra no dia 27 de novembro, no Cras Damé, com atendimento das 9h as 17h30min.
Esquerda destaca a importância de apresentar toda a documentação, mas principalmente a comprovação de que a pessoa reside no imóvel. Pessoa com deficiência deve apresentar Classificação Internacional de Doenças (Cid) e o atestado médico. “É importante que os interessados busquem informações nos centros de referência”, disse.


Expectativa

Ana Adélia Rebollo, 60 anos, está concorrendo a um dos 50 cartões que serão destinados ao Cras Ivo Ferronato. Ana, que trabalha como serviços gerais, sonha em realizar melhorias na cozinha de sua casa. Ela reside há 18 anos no bairro e vive com o marido e um filho. “Consegui realizar uma pequena reforma durante esse tempo, mas não foi concluída. Vivo a expectativa de ser contemplada”, ressalta.
O ronda Alex Sandro Prestes, 42 anos, também sonha em concluir a reforma de sua casa. Ele trabalha como servidor público, à noite, e, durante o dia, realiza pequenas obras no setor de alvenaria. Prestes conta que paga duas pensões alimentícias e acaba recebendo pouco mais de R$ 500 mensais. “Será um presente de Natal se formos contemplados”, disse.


Subsídio

Os recursos do Cartão Reforma são integralmente subsidiados, ou seja, a família não paga nada pelo benefício, tendo apenas a obrigação de fornecer a mão de obra. Segundo Esquerda, os critérios de seleção são baseados na renda, cadastro no Cadúnico e as prioridades elencadas.
O secretário explica que a documentação será enviada ao Ministério das Cidades, para avaliação. O orçamento disponível para o município chega a R$ 875 mil. “Para concorrer, a família deve ter uma renda máxima de R$ 2.811 e, após contemplada, deverá realizar a obra em até 90 dias”, ressalta.


Beneficiários

Conforme o coordenador de projetos e convênios da secretaria, André de Deus Barcellos, os bairros Ivo Ferronato e o Damé serão beneficiados um com 50 cartões cada um. Já o Cras prado Velho, que abrange mais bairros, terá 76 cartões. Ele explica que o Ministério das Cidades permite cadastrar de três a cinco propostas para cada cartão.
Barcelos destaca que as pessoas do Ivo Ferronato ainda podem apresentar documentos e realizar o cadastro diretamente no Cras do bairro. Além dos R$ 875 mil destinados aos beneficiários, outros R$ 131,25 mil serão disponibilizados para assistência técnica – engenheiros, arquitetos e profissionais da construção civil para consultoria e apoio aos moradores.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...