ANO: 25 | Nº: 6400
25/11/2017 Cidade

Prefeitura concede área para Fazenda Esperança

A lei que autoriza o Executivo a conceder a permissão de uso de uma área para a Fazenda Esperança foi sancionada pelo prefeito de Bagé, Divaldo Lara, do PTB. O campo, de 17 hectares, fica na estrada do Passo do Viola.
De acordo com o presidente da entidade, Franco Fabian Oliveira, a área irá servir para construir e ampliar o trabalho de prevenção, recuperação e ressocialização de dependentes de álcool e tóxicos, como apoio para familiares. Oliveira ressalta que a concessão da área irá permitir que a entidade seja ampliada e receba 60 alojamentos masculinos, 20 femininos e 20 para adolescentes.
Oliveira salienta que, a partir de agora, serão realizadas campanhas junto aos sócios e à população para a construção das estruturas. Ele também informa que, com a concessão, é possível buscar recursos públicos para auxiliar na obra. “Temos que realizar toda a infraestrutura e já estamos trabalhando para a construção de 100 leitos”, disse.
O presidente destaca que no local serão ampliadas as oficinas de padaria e, como a área possui cerca de 80 mil metros quadrados, será realizada uma horta com produtos hortigranjeiros e uma indústria de produtos derivados do leite, já que no local está previsto um tambo. “O espaço irá gerar trabalho e renda, que vai auxiliar no custeio da comunidade”, relata.
Segundo o presidente, a construção será realizada em etapas. A primeira deve iniciar até o final do próximo mês e contará com 30 leitos. “Queremos concluir a obra em até dois anos”, projeta.
Oliveira salienta que a partir da próxima semana deve iniciar a campanha solicitando que as pessoas que tiverem material de obra podem realizar doações para que seja dado o início da construção. Quem quiser ajudar pode entrar em contato através dos fones (053) 32418424 ou (053) 997077917.
A lei conta com cláusulas de reversão, inalienabilidade e de impenhorabilidade, devendo ser transferido ao domínio e posse do município, sem que assista direito de indenização ao permissionário, caso não seja utilizado para o uso da comunidade terapêutica.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...