ANO: 25 | Nº: 6401
27/11/2017 Fogo cruzado

Retomada dos voos regulamentares avança com aval da Anac

Foto: Tiago Rolim de Moura

Aeroporto Comandante Gustavo Kraemer recebeu solicitação da companhia há pelo menos duas semanas
Aeroporto Comandante Gustavo Kraemer recebeu solicitação da companhia há pelo menos duas semanas

A empresa TWO Flex Táxi Aéreo recebeu aval da Agência Nacional da Aviação Civil (Anac) para ampliar seus serviços visando operações no transporte aéreo regular de passageiros em voos regionais. A intenção da companhia é iniciar as operações de voos regionais pelo Rio Grande do Sul, inicialmente em duas novas rotas. Nos bastidores, fontes extraoficiais indicam que uma delas contempla o trecho entre Bagé e Porto Alegre. O Aeroporto Internacional Comandante Gustavo Kraemer recebeu a solicitação da companhia há pelo menos duas semanas. A expectativa, agora, é pelo anúncio oficial e a consequente definição do cronograma de início das operações.
O aval da Anac, em relação às rotas, tratadas oficialmente em sigilo, foi confirmado, no sábado, ao presidente da Frente Parlamentar da Aviação Civil da Assembleia Legislativa, deputado Frederico Antunes, do Progressistas. Ele destacou que esse tema já vinha sendo tratado pelo colegiado, governo do Estado e Secretaria Nacional da Aviação Civil, há cerca de três meses, sendo que avançou nas últimas semanas. "O secretário Pedro (Westphalen, que comanda a pasta dos Transportes), nós da Frente da Aviação e sua equipe do Departamento Aeroviário já vinhamos nos debruçando sobre esse tema há algum tempo. A ideia trabalhada é inciar as operações em novas rotas regionais nos primeiros meses do próximo ano", disse.
A TWO Flex, é proprietária de 18 aeronaves Cessna Gran Caravan - a maior frota desse modelo no país. A companhia, atualmente, é controlada por Rui Aquino, ex-presidente da TAM, Anderson Marchi Davo, do grupo de logística JadLog, e Luiz Falco, presidente da CVC. A operação complementar definida pela Anac prevê voos em uma rota entre dois ou mais aeródromos regulares, de acordo com os horários de voo, tornando-os públicos, com uma frequência semanal total de ao menos dois circuitos fechados.
Para Frederico Antunes, esse é mais um passo do trabalho conjunto da Frente Parlamentar da Aviação Civil, Secretara dos Transportes e governo do Estado que tem tudo para dar certo. “A Anac reconheceu que a TWO Flex está qualificada para atuar no transporte de passageiros de rotas complementares às operadas pelas companhias aéreas. O plano da empresa é atuar como feeder (alimentador) de empresas maiores, por meio de contratos de operação complementar, como existe nos Estados Unidos. No caso do Rio Grande do Sul, esse alimentador deve ser a Gol Linhas Aéreas”, afirmou.
O plano da TWO Flex é investir 18 milhões de dólares para aumentar a frota, dos atuais 18 aviões Cessna Gran Caravan C208B, para 30 aeronaves do mesmo modelo, nos próximos dois anos. Essas aeronaves, são turboélices e têm a versatilidade para fazer decolagens e pousos de pista curta e de infraestrutura mais simples. A empresa tem sede em Jundiaí, em São Paulo, e bases mas cidades de Porto Alegre, São Paulo, Belém, Manaus, Recife, Rio de Janeiro e Salvador.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...