ANO: 25 | Nº: 6382
01/12/2017 Campo e Negócios

Evento marca 20 anos da BioNatur na produção de sementes agroecológicas

Pioneira na produção de sementes agroecológicas no Brasil e na América Latina, a Rede de Sementes Agroecológicas BioNatur, do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), completou, em janeiro deste ano, 20 anos de existência. E para comemorar seu legado histórico, será realizado, nos dias 2 e 3 de dezembro, um evento no Assentamento Roça Nova (onde está a sua sede), localizado no município de Candiota, na região da Campanha do Rio Grande do Sul.
Segundo Roberta Coimbra, dirigente estadual do MST e produtora de sementes, a BioNatur é uma das principais ferramentas para a construção da Reforma Agrária Popular. Isso a motivou, junto ao Movimento, a celebrar seus 20 anos de existência, por meio da realização de um grande evento.
A ação terá a participação do coordenador nacional do MST, João Pedro Stédile e da engenheira agrônoma Ângela Cordeiro, além de amigos, autoridades e lideranças locais e regionais. Contará com painéis sobre a trajetória da BioNatur nestes 20 anos, a conjuntura agrária e a importância das sementes para a resistência e a Soberania Alimentar. Também terá diversas oficinas, feira agroecológica e lançamento da variedade de tomate Biofeliciana. Na programação, há ainda, atrações culturais, como show com Pereira da Viola e baile. Segundo Roberta, cerca de 800 pessoas de diversos lugares do Brasil e até mesmo de outros países participarão das atividades.


A BioNatur
A Rede BioNatur foi fundada em 1997 por 12 famílias assentadas em Candiota e Hulha Negra. Atualmente conta com 200 famílias associadas, que produzem mais de 100 toneladas ao ano de aproximadamente 200 variedades de sementes varietais e crioulas. A produção de sementes de hortaliças, plantas ornamentais, forrageiras, grãos e cereais acontece em 20 municípios e 18 assentamentos do estado gaúcho e de Minas Gerais, numa área total plantada de 200 hectares.
Uma das conquistas mais recentes da BioNatur foi ter se tornado mantenedora de 19 variedades de sementes — repolho louco de verão, couve manteiga da Geórgia, BRS tortéi, rúcula cultivada, moranga de mesa, tomate bio feliciana, abobrinha de tronco redonda e abobrinha de tronco caserta, abóbora menina brasileira, moranga pataca gigante, alface quatro estações, berinjela preta comprida, couve-brócolis ramoso santana, cenoura brasília, coentro verdão, melancia crimson sweet, melão imperial, quiabo santa cruz 47 e salsa lisa. Desta forma, a partir de 2018, a rede estará apta a produzir suas próprias sementes destas cultivares, que darão origem aos campos de produção de sementes comerciais.


Programação


Sábado, 2 de dezembro

8h às 10h – Recepção e credenciamentos dos participantes
10h às 10h30 – Mística de abertura
10h45 às 12h45 – Painel I - Conjuntura Agrária e a importância das Sementes para a Resistência e a Soberania Alimentar, com o coordenador nacional do MST, João Pedro Stédile e Ângela Cordeiro
13h – Abertura da feira agroecológica “Sementes: Saberes e Sabores”
13h30 — Almoço
14h30 – Painel II – A trajetóri da Bionatur ao longo dos 20 anos
16h – Ato de lançamento do tomate biofeliciana
17h – Atividades culturais
20h – Show com Pereira da Viola
22h – Baile dos 20 anos da BioNatur


Domingo, 3 de dezembro

8h30 – Feira Agroecológica
9h — Oficinas temáticas: Insumos Orgânicos; Credenciamento dos campos de produção; Certificação Orgânica; Fitoterapia; Artesanato de Sementes; Terapias alternativas; Cromatografia de Solos; Produção de mudas.
12h – Mística de encerramento
13h – Almoço

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...