ANO: 26 | Nº: 6586
01/12/2017 Cidade

Professora da Urcamp recebe Prêmio Pioneiras da Ecologia

Foto: Arquivo JM

Anabela recebe premiação no início de dezembro
Anabela recebe premiação no início de dezembro

A professora do curso de Ciências Biológicas da Universidade da Região da Campanha (Urcamp), Anabela Silveira de Oliveira Deble, vai receber o Prêmio Pioneiras da Ecologia, oferecido pela Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul. A docente é curadora do Mural Fotográfico Belezas Naturais do Pampa, desenvolvido com o apoio do grupo União pela preservação do Rio Camaquã. A premiação será entregue no dia 6 de dezembro, às 10h, no salão Júlio de Castilhos.
O projeto desenvolvido pela professora concorreu com 47 iniciativas. Ela conta que recebeu o convite através da Pró-Reitoria de Inovação, Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão (Proippex) e fez a inscrição. “Foi uma surpresa ser premiada, já que ninguém sabia que eu havia encaminhado o projeto”, relata.
O projeto Belezas Naturais do Pampa é uma exposição itinerante composta por 107 imagens de cinco regiões do Rio Grande do Sul, que compõem o Bioma Pampa: Serra do Sudeste, Campanha, Sudoeste, Depressão Central e Missões. Além das paisagens naturais, são expostas espécies da fauna e da flora da região, cuja biodiversidade está identificada com nome popular e científico.
As imagens produzidas por biólogos e colaboradores revelam o valor cultural e ambiental da região, relacionados a fatos históricos, vivências e lendas do Estado, como as Guaritas, Casa da Pedra, Rincão do Inferno, Pedra do Segredo, Cerro Palomas, Cerros Verdes, Apa do Ibirapuitã, Serra do Caverá, Palmar de Coatepe, Cerro do Jarau, Parque do Espinilho, areais de Quaraí, Cerro Itatiaquá, Cerro da Glória, Passo do Catarino, areais de Maçambará e Itaqui.
O trabalho tem como um dos objetivos a luta contra a instalação de três cavas a céu aberto para a mineração de zinco, cobre e chumbo na região das Guaritas, às margens do Rio Camaquã, em Caçapava do Sul. “É um projeto de educação, que auxilia a universidade a cumprir o papel sócio ambiental”, salienta.
O trabalho fotográfico é de autoria de Alinne Teixeira, Anabela Silveira de Oliveira Deble, Carlos Umberto Delevati, Clara Vaz, Fábio Dias Mazim, Gustavo Arruda, Julinho Pimentel, Leonardo Paz Deble, Rafael Baletrin, Ricardo Moglia Pedra e Rodrigo Collares, com expografia de Maria Luíza Pêgas e Carmem Barros.


Distinção

O prêmio tem a finalidade de reconhecer as ações que envolvem a melhoria do meio ambiente, influenciando a sociedade de maneira positiva. É inspirado em Hilda Zimmermann, Giselda Castro e Magda Renner, precursoras do movimento de luta pelo meio ambiente no Rio Grande do Sul.
O reconhecimento foi instituído em 2012, com o objetivo de valorizar pessoas e instituições que contribuem na realização de ações que dêem visibilidade à questão ecológica, além de estimular iniciativas que visam a luta por um ambiente ecologicamente correto e a melhoria da qualidade de vida socioambiental.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...