ANO: 25 | Nº: 6378
02/12/2017 Cidade

Pais e alunos da Escola São Pedro realizam manifestação na prefeitura

Foto: Antônio Rocha

Assessor do gabinete garante repassar demanda para a secretaria
Assessor do gabinete garante repassar demanda para a secretaria

Inconformados com a possibilidade de transferência de uma servidora, a merendeira Elis Regina de Bem, alunos, pais e o presidente do Sindicato dos Professores e Funcionários de Estabelecimentos Municipal de Educação (Sinprofem), Eduardo Fretes Nogueira, realizaram uma manifestação na Prefeitura de Bagé, na sexta-feira, pedindo para que ela não deixe a instituição.
As mães de alunos, Marilene Valério Ferreira, Valdirene Rodrigues, Andréia Borges de Freitas e Elisângela Moraes Marques, ressaltaram que a merendeira é considerada ‘uma mãe’ para as crianças da escola e que irão lutar para que ela não seja transferida.
Cerca de 60 pessoas entraram, por volta das 14h30min, na prefeitura e ficaram no salão nobre aguardando para falar com o prefeito Divaldo Lara, do PTB. O assessor do gabinete, Alexandre Camargo, conversou com os manifestantes. Ele garantiu que a situação será debatida junto à Secretaria Municipal de Educação e Formação Profissional (Smed) e dará uma resposta na segunda-feira.
Elis Regina explicou que acredita que está sofrendo retaliações. “Eu tive um desentendimento com a supervisora, e então fui comunicada, verbalmente, que iria para a Escola Creusa Brito Giorgis. Estou há 10 anos na escola.”, completou.
O presidente do Sinprofem, que foi diretor da Escola Municipal São Pedro no ano passado, destacou que há apenas cinco merendeiras, e agora ficarão quatro para uma escola com cerca de 870 alunos. Os estudantes argumentavam que era uma injustiça e que não querem que a servidora saia da instituição.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...