ANO: 25 | Nº: 6401
13/12/2017 Cidade

Frei Sérgio Görgen completa sete dias em greve de fome

Foto: Divulgação

Protesto teve adesão de integrantes do MMC e MPA, ontem
Protesto teve adesão de integrantes do MMC e MPA, ontem

Com o objetivo de pressionar o governo do presidente Michel Temer contra a reforma da Previdência, integrantes do Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA) estão em greve de fome desde o dia 5 de dezembro. O frei Sérgio Antônio Görgen, de 61 anos, da Província São Francisco de Assis, do Rio Grande do Sul, está entre os grevistas. O religioso é membro da fraternidade intercongregacional Instituto Padre Josimo, presente nos municípios de Hulha Negra, Candiota e Aceguá.
Segundo o assessor do Instituto Padre Josimo, Isnar Borges, os militantes estão na Câmara dos Deputados e consomem apenas soro e água. Eles contam com uma equipe de apoio e uma equipe médica em tempo integral. Frei Sérgio é dirigente do MPA e ex-deputado estadual do Rio Grande do Sul.
Borges ressalta que diversos movimentos sociais e entidades estão aderindo à causa e algumas cidades do Rio Grande do Sul manifestaram apoio ao grupo. Em nota, a Cáritas afirma que o gesto de Josi, Leila e Frei Sérgio, que estão em greve de fome, representa o sentimento e a atuação daqueles e daquelas que acreditam no diálogo, na reflexão e no discernimento coletivo como a mais perfeita forma de se chegar à melhor resolução para uma matéria em discussão.
O assessor conta que essa é a terceira greve de fome realizada pelo frei. A última foi em 1998, para protestar contra o pacote agrícola anunciado pelo governo federal através do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). O jejum durou 21 dias.
Ontem, o movimento contra a reforma da Previdência ganhou adesão de Fábio Tinga, do Movimento dos Trabalhadores e Trabalhadoras por Direitos (MTD), Simoneide de Jesus, do MPA, Rosângela Piovizani e Rosa Jobi, do Movimento de Mulheres Camponesas (MMC).
O significado da greve de fome, segundo o MPA, é o de que alguns passarão fome por alguns dias, para evitar que muitos passem fome uma vida inteira”. Hoje haverá uma coletiva de imprensa, às 10h30min, na esplanada da Assembleia Legislativa do Estado, para falar sobre o jejum.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...