ANO: 26 | Nº: 6524
15/12/2017 Universo Pet

Medo de fogos de artifício: saiba como confortar seu pet

Foto: Divulgação

O final do ano é época de festas, comemorações e, consequentemente, barulho. A chegada do Ano Novo, principalmente, é marcada pelas explosões de foguetes e rojões. E quem tem pets em casa sabe o quanto o barulho nestas ocasiões pode assustar os animais. Entretanto, há algumas formas de amenizar o nervosismo nos cães e gatos.

 

Saiba preparar o ambiente para proteger seu cachorro e gato

A veterinária Natascha Davids Moreira Abascal, da pet Tipo Bicho,explica que os animais têm a audição muito mais aguçada que os humanos, por isso acabam sentindo-se incomodados quando expostos a barulhos como os rojões e os foguetes. Ela ressalta que, já que é inevitável este tipo de comemoração no final de ano – assim como em outras ocasiões, como jogos de futebol, por exemplo – os tutores devem procurar informações para que os amigos de quatro patas sofram menos com a situação.

É importante nunca brigar com o animal, já que ele pode, por exemplo, fazer xixi pela casa. Vale lembrar, que o cachorro ou gato já estará muito assustado com a situação. O tutor pode pegar seu bichinho no colo ou ficar próximo - isso pode ajudar neste momento.

A veterinária lembra que, em função do medo, eles podem fugir e correr sem rumo. Por isso, é importante analisar a residência, fechar janelas e portões. Em cães mais velhos, ainda há risco de um ataque cardíaco ou convulsão, então deve-se permanecer atento.

Natascha destaca que é preciso tentar deixar o animal o mais confortável possível. Os tutores podem colocar um algodão no ouvido do pet – não muito pequeno e com cuidado. Outra opção é utilizar florais ou calmantes naturais para tranquilizar o animal.

Os pets também podem ser levados a algum cômodo fechado, como o quarto, ou área de serviço. Os tutores devem deixar a luz acessa e tentar cobrir frestas, para diminuir o barulho. Outra dica é deixar uma televisão ou rádio ligados no local. Também deve-se evitar alimentar os animais com a mesma comida ingerida pelos humanos durante a festa.

 

Condicionamento

A veterinária também informa que é possível acostumar os animais com o este tipo de barulho. Além do incômodo físico, ela lembra que eles sentem muito medo por não saberem o que está acontecendo. Assim, é possível deixar o pet em contato com o barulho e ir aumentando o volume gradativamente.

Conforme reportagem veiculada na revista Cães & Cia no final do ano passado, é possível fazer a dessensibilização - ou seja, expor o animal aos poucos ao barulho – e o contracondicionamento – que é a mudança da reação do animal ao estímulo do medo. Neste caso, as dicas são válidas para os cachorros.

O tutor pode utilizar uma gravação com barulho de fogos de artifício em som baixo, enquanto o animal come ou brinca, por exemplo. Com o tempo, conforme ele está mais acostumado com o som, é possível aumentar o volume, enquanto oferece petiscos e realiza brincadeiras. É necessário fazer o processo com cuidado e prestando atenção às reações do animal. A veterinária Natasaha ressalta que os animais ainda ficarão incomodados, mas assim é possível diminuir a ansiedade.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias do caderno

Outras edições

Carregando...