ANO: 25 | Nº: 6255

José Artur Maruri

josearturmaruri@hotmail.com
Colaborador da União Espírita Bajeense bagespirita.blogspot.com.br
16/12/2017 José Artur Maruri (Opinião)

Para os montes

“Então, os que estiverem na Judeia fujam para os montes. (Mateus 24:16)
Referindo-se aos instantes dolorosos que assinalariam a renovação planetária, aconselhou o Mestre aos que estivessem na Judeia procurar os montes. A advertência é profunda, porque, pelo termo ‘Judeia’, devemos tomar a ‘região espiritual’ de quantos, pelas aspirações íntimas, se aproximem do Mestre para a suprema iluminação.
E a atualidade da Terra é dos mais fortes quadros nesse gênero. Em todos os recantos, estabelecem-se lutas e ruínas. Venenos mortíferos são inoculados pela política inconsciente nas massas populares. A baixada está repleta de nevoeiros tremendos. Os lugares santos permanecem cheios de trevas abomináveis. Alguns homens caminham ao sinistro clarão de incêndios. Aduba-se o chão com sangue e lágrimas, para a semeadura do porvir.
É chegado o instante de se retirarem os que permanecem na Judeia para o ‘montes’ das ideias superiores. É indispensável manter-se o discípulo do bem nas alturas espirituais, sem abandonar a cooperação elevada que o Senhor exemplificou na Terra; que aí consolide a sua posição de colaborador fiel, invencível na paz e na esperança, convicto de que, após a passagem dos homens da perturbação, portadores de destroços e lágrimas, são os filhos do trabalho que semeiam a alegria, de novo, e reconstroem o edifício da vida”.

(Texto de autoria do Espírito Emmanuel em psicografia de Francisco Cândido Xavier. Extraído da obra “O Evangelho por Emmanuel”, coordenação de Saulo César Ribeiro da Silva. Editado pela Federação Espírita Brasileira no ano de 2016. p. 519)

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...