ANO: 25 | Nº: 6333
20/12/2017 Cidade

Daeb estuda desconto na tarifa em dias que houver alteração no abastecimento

Foto: Divulgação

Autarquia realizou coletiva de imprensa para prestar esclarecimentos
Autarquia realizou coletiva de imprensa para prestar esclarecimentos

O rompimento de uma adutora na barragem da Sanga Rasa, no sábado, ocasionou problemas para o Departamento de Água, Arroios e Esgoto de Bagé (Daeb). Em alguns bairros, o fornecimento foi estabelecido com normalidade no domingo. Em outros, como na zona leste, o serviço só foi normalizado na segunda-feira. Em coletiva de imprensa, realizada ontem, o diretor da autarquia, Volmir Silveira, ao lado do superintendente operacional, Eder Dias Pereira, e do engenheiro químico e diretor de captação e tratamento do Daeb, Maiquel Santos Vieira, esclareceu questionamentos sobre a situação. Ele informa que uma lei pode viabilizar descontos específicos na tarifa.
De acordo o Silveira, será instaurada uma sindicância para apurar se houve falha mecânica, hidráulica ou de pessoal no rompimento da adutora. Ele destaca que, entre as medidas tomadas pela autarquia, para compensar situações semelhantes, está o encaminhamento, para Câmara de Vereadores de Bagé, de um projeto de lei, em análise no Executivo, para conceder desconto na tarifa nestes dias em que houve alteração. “O desconto deverá ser no serviço básico, mas ainda não temos detalhes”, resume.
Silveira salienta que os servidores trabalharam intensamente no final de semana para superar a crise. Ele conta que devido ao calor intenso, houve um aumento no consumo e a rede não suportou a pressão.
Conforme Vieira, após a retomada do abastecimento, alguns usuários reclamaram da cor escura da água. O engenheiro químico esclarece que a situação se dá por causa do manganês que existe no encanamento. Ele garante que a água é própria para consumo. “A água que sai da Estação de Tratamento é monitorada de hora em hora”, garante.
O diretor da autarquia cogitou, também, ativar o tratamento das pedreiras, visto que a zona leste foi a mais prejudicada com o episódio. “Estamos estudando outras medidas para superar este tipo de ocorrência. Iremos apurar os fatos e corrigir os erros”, ressalta Silveira.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...