ANO: 25 | Nº: 6399
20/12/2017 Cidade

Vendedores ambulantes terão espaço no Calçadão em janeiro

Foto: Tiago Rolim de Moura

Estrutura temporária será instalada em frente à área das motos de passeio
Estrutura temporária será instalada em frente à área das motos de passeio

Até o fim de janeiro, os vendedores ambulantes que atuam no centro de Bagé devem ser instalados nas 36 bancas temporárias que formarão o Centro Popular de Compras (CPC). O projeto, formulado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação, prevê que as estruturas serão montadas na região próxima à pista de rolamento, na área onde hoje ficam as motos de passeio.
Segundo o titular da pasta, Bayard Paschoa Pereira, a migração dos vendedores estava prevista para acontecer antes do Natal, entretanto a empresa que venceu a licitação para fornecer as tendas fez a exigência de uma superfície plana para instalação, já que o piso do local é formado por paralelepípedos.
Com isso, o secretário conta que a pasta necessitou fazer outro edital para a escolha da equipe de construção que fará uma obra de adaptação e nivelamento da área. Na prática, será construída uma base móvel, feita de placas de concreto, onde serão dispostas as tendas.
Bayard afirma que a medida visa dar um espaço digno para os ambulantes realizarem seu trabalho e se estruturarem financeiramente, além de por um fim no problema de fluxo nas calçadas da principal avenida da cidade.
O lugar do CPC foi definido após o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado (Iphae) recusar a instalação das estruturas na travessa Vanda Mourão, localizada atrás do Obino Hotel. O titular da pasta salienta que os mototaxistas continuarão no local, mas serão reposicionados para a área destinada ao carro-forte que atende ao Banco do Brasil, o qual ficará na avenida Marechal Floriano.
O secretário também reforça que o CPC é uma medida temporária, prevista para durar o tempo necessário para a prefeitura oficializar documentos de uma reforma no Centro de Integração Comercial (CIC) da avenida Marechal Floriano, onde os vendedores serão fixados. Os contemplados pela ação provisória deverão pagar um custo mínimo para ocupação das tendas.

 

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...