ANO: 24 | Nº: 6107

Norberto Dutra

redacaominuano@gmail.com
Pastor e presidente da Igreja Assembleia de Deus de Bagé Doutor em Divindade
06/01/2018 Norberto Dutra (Opinião)

Jesus tinha algo de que os outros necessitavam

Você foi criado pra transformar alguém. Todas as pessoas que você encontra hoje estão tentando mudar a vida delas de alguma maneira. Elas desejam a excelência. Querem a liberdade financeira. Desejam que a saúde melhore. Detestam a solidão. Você pode não ter sido enviado para todo mundo, mas com certeza foi enviado para alguém. Você pode não estar qualificado para ajudar a todas as pessoas que encontrar. Mas alguém precisa de algo que você possui. Pode ser seu calor, seu amor, seus dons, ou uma oportunidade especial que você dê. Jesus entendeu isso. Ele sabia que podia transformar as pessoas para melhor. Possuía algo que eliminava a tristeza e a dor da vida delas. Foi um Restaurador. Foi um Reparador. “O ladrão vem apenas para roubar, matar e destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham plenamente” (João 10.10). Jesus compreendia o apetite insaciável pelo desenvolvimento pessoal e pela excelência. “E todos procuravam tocar nele, porque dele saía poder que curava todos” (Lucas 6.19). Há quatro espécies de pessoas na sua vida; aquelas que acrescentam, as que subtraem, as que dividem e as que multiplicam. 
Todo relacionamento afetará você – para o bem ou para o mal. Aqueles que não favorecem o seu desenvolvimento inevitavelmente o desfavorecerão. “Aquele que anda com os sábios será cada vez mais sábio, mas o companheiro dos tolos acabará mal” (Provérbios 13.20). Cada relacionamento nutre uma força ou uma fraqueza dentro de você. Milhares de pessoas querem mudar. Simplesmente não sabem como. Todo alcoólatra detesta a sua escravidão. A maioria dos fumantes deseja parar de fumar. Os viciados em drogas sentam-se durante horas pensando em como quebrar as cadeias da sua escravidão. Jesus procurava pessoas com problemas. Foi por isso que Ele disse aos Seus discípulos que precisava passar por Samaria, onde encontrou uma mulher com cinco casamentos fracassados. Ele falou. Ela ouviu. 
Jesus mudou a vida da mulher de modo tão permanente que ela voltou para a cidade anunciando a influência de Jesus em sua vida. Ela venceu seu passado focalizando seu futuro. Jesus disse: “Mas quem beber da água que eu lhe der nunca mais terá sede. Ao contrário, a água que eu lhe der se tornará nele uma fonte de água a jorrar para vida eterna” (João 4.14). Jesus foi a água para os sedentos. Foi o pão para os famintos. Foi o mapa da estrada para os perdidos. Foi o companheiro para os solitários. Pare um momento. Quais são os seus maiores dons? Qual é o centro da sua especialidade? Você é um bom ouvinte? Você fala bem? Qualquer que seja o seu dom, ele é o que Deus usara para abençoar os outros por seu intermédio. José tinha a capacidade de interpretar sonhos. Rute tomou conta de Noemi. Seu dom pode não ser necessário para todo mundo, mas é certamente necessário para alguém. 
Quem precisa do seu dom? Qual é o seu dom? Você é capaz de melhorar a vida de que pessoa hoje? Você poderia aumentar hoje o salário de quem? Poderia levar a paz de espírito a quem? Existe uma pessoa a quem você é capaz de motivar. Talvez você possa propiciar um clima ou um ambiente que destrave a criatividade de outros. As pessoas querem ser bem-sucedidas. Desejam melhorar. Alguém tem esperado por você a vida inteira. Vale a pena buscar. Você é a oportunidade de ouro que está faltando na vida de alguém. As pessoas querem mudar. Jesus sabia disso. Jesus tinha algo de que os outros necessitavam... Esse foi um dos segredos da liderança de Jesus. Em nome de Jesus. Amém. Deus abençoe a todos. Até o próximo sábado se Deus quiser.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...