ANO: 24 | Nº: 6432
11/01/2018 Cidade

Novena de São Sebastião inicia hoje

Foto: Antônio Rocha

Festividades celebram padroeiro de Bagé
Festividades celebram padroeiro de Bagé

A novena que antecede a festa de São Sebastião começa hoje. Até o dia 19 de janeiro, todos os dias, às 20h, padres de grupos pastorais convidados assumirão a liturgia na Catedral de São Sebastião.

No dia 20, data que celebra a vida do santo padroeiro da diocese de Bagé, acontecerá a festa de São Sebastião. As celebrações começarão com a procissão, às 20h, com saída em frente à Paróquia de Nossa Senhora da Conceição e término na Catedral. Após a procissão os fiéis participarão de uma missa presidida pelo bispo dom Gílio Felício.

Conforme o pároco da Catedral de São Sebastião, Airton Gusmão, neste ano, o tema geral das celebrações em homenagem ao padroeiro será “São Sebastião e a superação da violência. O religioso conta que a temática foi escolhida em sintonia com o tema da Campanha da Fraternidade 2018. Em função disto, no dia 16, durante a missa na Catedral, haverá um momento de pregação, onde serão discutidas as questões do combate à violência.

 

Cavalgada
No dia 17, cerca de 30 integrantes da Associação de Cavaleiros Rainha da Fronteira sairão da Catedral de São Sebastião para buscar a imagem do santo padroeiro da diocese de Bagé, no distrito de Torquato Severo, em Dom Pedrito.

O grupo será recepcionado no dia 19 de janeiro, com uma quermesse, com várias atividades artísticas e culturais, que encerram com a missa campal ministrada pelo bispo.

Os cavaleiros devem chegar à Rainha da Fronteira no dia 20 de janeiro para participar da procissão e da missa na Catedral.

Padroeiro de Bagé
Após Dom Diogo de Souza sentar acampamento em Bagé, em 1811, os militares que ainda estavam na vila de São Sebastião se transferiram para a cidade. Entretanto, a imagem do santo, que então estava abrigada na capela da vila, atual distrito de Torquato Severo, permaneceu no prédio. Contudo, os militares perceberam a intensa religiosidade dos moradores do novo vilarejo e resolveram resgatar o santo, padroeiro dos militares.
O translado da imagem ocorreu em 20 de janeiro de 1812, dia de São Sebastião, quando a nova povoação contava apenas seis meses e três dias de fundada. A imagem foi depositada em uma capelinha de palha erigida no espaço da Praça Carlos Telles, em frente à atual Igreja Matriz Catedral de São Sebastião.


A imagem

O santo, que atualmente está abrigado na Catedral de São Sebastião, chegou ao Brasil em 20 de janeiro de 1565. Ele fez um grande trajeto, cruzando diversos estados, chegando ao Sul, no município de São Sebastião do Caí, onde permaneceu por algum tempo.
Foi em 1683 que o santo chegou à região da Campanha, pelas mãos dos padres jesuítas da Ordem de Jesus, que traziam a missão de catequizar os indígenas e fundar um agrupamento.
A tarefa foi chefiada pelo padre Tadeu Xavier Henis, que buscou ludibriar os índios com os dogmas da fé cristã. Com o adensamento da população na região, a vila ganhou a denominação de seu padroeiro, São Sebastião.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...