ANO: 24 | Nº: 5941
12/01/2018 Fogo cruzado

Livres anuncia desfiliação em massa

Foto: Divulgação

No Estado, grupo é liderado pelo cientista político Fábio Ostermann
No Estado, grupo é liderado pelo cientista político Fábio Ostermann

O Livres, movimento formado por liberais e que integrava o Partido Social Liberal (PSL), não faz mais parte da legenda. A decisão, anunciada no dia 5, foi uma pronta resposta à filiação de Jair Bolsonaro ao partido.
Nos próximos dias o grupo, liderado no Rio Grande do Sul pelo cientista político Fábio Ostermann, deve reunir lideranças de todo o estado e decidir os rumos de seus membros e candidatos. O próprio Ostermann, presidente estadual da sigla até a chegada de Bolsonaro, estabeleceu como prazo máximo para sua desfiliação o final da semana que vem: "como presidente estadual e responsável legal pelo partido, preciso ser o último a sair e apagar as luzes, precisamos desfiliar todos aqueles que ingressaram no partido pela nossa proposta de liberdade e agora se viram filiados a um partido que recebe alguém que contraria boa parte dos nossos valores e ideiais."
O Livres RS terá reuniões de filiados neste sábado,13, e na quarta-feira, 17, para discutir seus rumos no estado. Nacionalmente, o movimento deve convocar uma coletiva de imprensa para o dia 24 onde será oficializado o partido ou os partidos que deve(m) receber as lideranças do Livres nos 22 estados do Brasil onde o movimento se faz presente. Até lá, afirma Ostermann, "o Livres irá seguir consultando as suas bases e dialogando com partidos e movimentos que tenham afinidades com o nosso ideal de liberdades individuais e defesa do Estado de Direito - o que obviamente exclui, desde já, o próprio PSL e quaisquer grupos que sejam liderados por defensores de regimes e medidas autoritárias, de direita ou de esquerda".

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...