ANO: 24 | Nº: 6103

Daiane Lima

daiane.lima.bg@gmail.com
Jornalista formada pela Universidade da Região da Campanha. Responsável pela produção e reportagem de esportes do Jornal MINUANO.
19/01/2018 Universo Pet

Alimentação saudável para melhorar qualidade de vida dos pets

Foto: Reprodução JM

Tutor pode organizar receita específica com alimentos naturais
Tutor pode organizar receita específica com alimentos naturais

Cada vez mais, é comum a busca por melhor qualidade de vida,  pelos humanos, por meio da alimentação saudável. Para os pets não é diferente, e é possível organizar uma receita específica com alimentos naturais. A veterinária Carine da Cas explia que a alimentação saudável pode ser utilizada como parte do tratamento para doenças, mas também pode ser adotada para a rotina dos animais. Ela afirma que aqueles que continuam ingerindo alimentação saudável raramente sofrem casos de reincidência, ao contrário dos que se alimentam apenas com ração ou sobras de alimentos. “É a maior diferença que eu noto”, comenta.

A profissional ressalta que adotar este tipo de dieta para os animais não significa oferecer aos pets a mesma alimentação dos tutores. Ao contrário, já que há alimentos que não podem ser ingeridos por cães ou gatos. Ela explica que cada tamanho, idade e fase da vida do animal exige uma alimentação diferente e conta que organiza receitas específicas para cada um.

O argumento de muitos tutores, segundo ela, é de que não têm tempo para cozinhar. Sobre isso, ela comenta que, da mesma forma que a comida para humanos, a comida dos pets pode ser feita em um dia e congelada, para ser oferecida nos dias seguintes.

Carine conta que muitos tutores decidem continuar as dietas por perceberem os benefícios aos animais. Segundo ela, o pelo e a animação do pets são alguns dos diferenciais. Outros, segundo ela, optam por mudar a própria alimentação ao perceber a influência positiva da comida saudável nos seus amigos de estimação. “Algumas pessoas são mais resistentes, porque dizem que não cozinham nem para elas mesmas, mas já vi casos em que a tutora mudou a própria comida vendo o resultado no cachorro”, comenta.

Existem a dieta crua, cozida e também a opção sem carne. Carine receita dietas de alimentos cozidos e, em geral, com carne. Sobre a alimentação vegetariana, ela alerta que é possível para os cães. Os gatos, entretanto, precisam da proteína animal e não podem ser privados deste ingrediente.

Esta é uma opção às rações, que, conforme explica a veterinária, possuem soja, trigo, proteínas vegetais e ingredientes que podem acumular-se no trato urinário dos animais, por exemplo, causando doenças.

Entre os ingredientes que podem ser utilizados, estão o arroz integral, a carne, a quinoa, a abobrinha, a batata doce, a abóbora e outros legumes, levedo de cerveja em pó, ômega 3 e colágeno em pó. Uva, carambola e chocolate são alguns dos produtos proibidos para os pets. A primeira diferença notada, conforme Carine, é o pelo, que fica mais macio, e a disposição para brincar.

A prática pode ser adotada pelos tutores para qualquer animal, observando as características de cada um.

 

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias do caderno

Outras edições

Carregando...