ANO: 25 | Nº: 6306
19/01/2018 Cidade

Estrutura da Cesa pode ser vendida em leilão

Foto: Tiago Rolim de Moura

Valor inicial estimado para venda é de R$ 4,5 milhões
Valor inicial estimado para venda é de R$ 4,5 milhões

A estrutura da Companhia Estadual de Silos e Armazéns (Cesa), em Bagé, não despertou interesse de compradores na primeira tentativa de comercialização, realizada em outubro de 2017. Até o final deste mês, o complexo avaliado em R$ 4,5 milhões está disponível para venda judicial. Se mesmo assim não houver ofertas, um leilão da unidade deve ser realizado a partir de fevereiro.
O diretor da Cesa, Lúcio do Prado, destaca que a venda das estruturas foi definida no segundo semestre de 2017, como medida para saldar dívidas trabalhistas. Do total de R$ 200 milhões em passivo, o acordo trabalhista foi negociado em R$ 117 milhões, que serão pagos em 72 parcelas.
Na primeira tentativa de venda, realizada na modalidade de melhor preço, não houve interessados. Desta forma, a estrutura foi repassada para a justiça, que até o dia 31 de janeiro está responsável pela venda do complexo, já que o valor será revertido para quitação da pendência trabalhista.
Prado explica que se até o final deste prazo não tiver manifestação de interesse, a unidade de Bagé deve passar por nova avaliação para realizar um leilão com valores mais baixos. “Até dia 31, a justiça está disponível para fazer a venda com os preços que foram avaliados. Se não houver venda, faremos nova avaliação da unidade para tentar baixar o preço e flexibilizar o pagamento. Há muitos interessados, mas não concordam com o valor. Por isso buscamos encontrar um meio termo para poder executar a venda”, destaca.
A nova modalidade de venda, através de leilão, deve ser formatada a partir de fevereiro, caso a venda judicial não se concretize. Enquanto não for comercializada, a unidade, com capacidade de armazenamento de 20 mil toneladas, segue operando através de empresas que assinaram contrato de reserva de espaço, que ainda estão em operação.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...