ANO: 24 | Nº: 6110

Fernando Risch

fegrisch@gmail.com
Escritor
19/01/2018 Fernando Risch (Opinião)

Redes sociais deveriam ser proibidas nesta época do ano

Faz trinta e cinco graus. São três da tarde. Você está de uniforme, na frente de um computador em uma sala fechada. O suor brota da testa, o ar condicionado não funciona na potência total. É quarta-feira. Cansado, tonto pelo trabalho e calor, você faz uma pausa e decide abrir o Instagram. A primeira coisa que aparece é um prato de camarão à milanesa, uma caipirinha e um mar ao fundo.

Definitivamente, as redes sociais deveriam ser proibidas nesta época do ano. É imoral, criminoso, agressivo o que acontece com os pobres cidadãos, como eu, que não tiram férias nos meses de janeiro e fevereiro. É todo dia, a qualquer hora. É a foto de uma praia às 11 da manhã de uma terça-feira. É a foto de uma cerveja gelada às cinco da tarde de quinta. É a foto de um churrasco às nove da manhã de uma segunda. Isso tem que acabar.

Vocês, sim, vocês, seus canalhas praieiros, vocês não têm alma? Vocês não pensam nos reles mortais largados às traças dentro de escritórios, balcões de loja e caixas de supermercados, enquanto vocês comem croquetes de carne e milho verde debaixo de um sol radiante, às margens de um oceano? Vocês deveriam ser presos.

Eu não aguento mais. Estou cortando relações. Um a um que vai aparecendo no meu Facebook ou Instagram, eu vou desfazendo amizades e anotando os nomes em um caderno da desgraça. Se não proibidas, as redes sociais deveriam ser restritas. Enormes totens eletrônicos deveriam ser instalados nas praias, emitindo sinais eletromagnéticos, impedindo qualquer pessoa de postar uma foto na internet.

Sem dúvidas, para quem não tira férias nesta época do ano, redes sociais são portas abertas para o antidepressivo.

Deixe seu comentário abaixo

Outras edições

Carregando...