ANO: 25 | Nº: 6405
25/01/2018 Segurança

Homem morre após ficar internado durante um mês

Foto: Divulgação

Jorge Nei Santos dos Santos, 40 anos
Jorge Nei Santos dos Santos, 40 anos

Por volta das 12h50min de segunda-feira, Adriano Costa, 30 anos, morreu após ficar internado durante um mês na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) da Santa Casa de Caridade de Bagé. Ele havia sofrido uma agressão com capacete de motociclista, no dia 21 de dezembro de 2017, na rua Odilon Álvares, no bairro Getúlio Vargas. A polícia investiga o caso como homicídio.
De acordo com o titular da 2ª Delegacia de Polícia Civil, delegado André Mendes, o inquérito já está sendo relatado. “Inicialmente, o registro foi de um furto de veículo, pois a agressão se deu no momento que, segundo as testemunhas, a vítima estava furtando uma caminhonete Ranger, por volta das 5h27min, do dia 21 de dezembro de 2017”, explica.
O delegado contou que uma testemunha, uma mulher de 39 anos, e as imagens das câmeras de videomonitoramento de um estabelecimento comercial, apontam a vítima, na ocasião, como suspeito de furto de veículo. Ele estava empurrando o veículo pela rua, quando pediu ajuda a uma mulher (a testemunha) e aos filhos menores que andavam com ela, por volta das 4h. “No depoimento, ela ressaltou que foram auxiliar Costa a empurrar a caminhonete, pois ele informou ser de um amigo. No momento que estavam ajudando, a testemunha perguntou onde estava a chave do veículo, ficando ele com raiva e agredindo a mulher. Um dos menores então voltou para a casa, que é próxima ao local do crime, e chamou o irmão maior de idade, com 23 anos, que começou a agredir o suspeito do furto (vítima do homicídio), com um capacete de motociclista”, detalha.
Mendes destaca que Costa, o suspeito do furto, estava de motocicleta e a deixou estacionada, com um capacete ao lado, para empurrar a caminhonete. “Nas imagens, vemos claramente o momento em que o investigado (filho da testemunha) vai até a vítima e desfere um golpe forte com um capacete na cabeça. Após, ele segue agredindo, com socos e chutes, mesmo ele (Costa) já estando caído e muito machucado”, enfatiza o delegado.
Mendes também destaca que o proprietário do veículo somente registrou o furto e não sabia de nada do ocorrido. Ele recuperou o veículo no dia 22 de dezembro. “O investigado se apresentou um tempo depois, acompanhado do advogado, e informou que o agrediu, pois ele havia batido em sua mãe. Mas pelas imagens, vemos a intenção de matar, porque desfere muitos golpes contra Costa”, informa o delegado.


Mortes de 2017

O inquérito será modificado devido à morte da vítima, alterando também as estatísticas de homicídios de 2017. “Além desta morte, tivemos também outro caso de agressão, no dia 16 de dezembro, onde a vítima (Jorge Nei Santos dos Santos, 40 anos) morreu no dia 23 de dezembro”, ressalta o titular da 2ª DP.
O outro fato foi na madrugada do dia 16 de dezembro. Conforme consta no registro de ocorrência, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) socorreu a vítima na Praça Carlos Gomes (ao lado da Escola Estadual Silveira Martins). “Ainda não conseguimos chegar aos suspeitos. Testemunhas contaram que ele foi agredido e ao cair, bateu a cabeça muito forte no chão”, acrescenta.
Santos morreu na Santa Casa de Caridade de Bagé no dia 23 de dezembro, por traumatismo craniano. Com estes dois casos, Bagé contabiliza 22 ocorrências envolvendo mortes violentas em 2017.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...