ANO: 25 | Nº: 6358
27/01/2018 Segurança

Operação Cotrijuí cumpre mandados de busca e apreensão

Foto: Portal Qwerty/Especial JM

Promotor vai investigar papéis para apurar se há provas
Promotor vai investigar papéis para apurar se há provas

Em operação deflagrada na manhã de sexta-feira, Ministério Público, Polícia Civil e Brigada Militar cumpriram 24 mandados de busca e apreensão em prédios da Cooperativa Agropecuária Industrial (Cotrijuí) em todo Estado. Na região, os mandados expedidos pela justiça de Ijuí e efetuados por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), com o apoio da BM e da Receita Federal, foram cumpridos em Dom Pedrito e Bagé.
A ação também incluiu as residências de investigados em 16 municípios do Estado, entre eles Ijuí, Santo Augusto, Chiapetta, Independência, Augusto Pestana, Nova Ramada, Ajuricaba, Coronel Bicaco, Manoel Viana, Santiago, São Francisco de Assis, Derrubadas, São Luiz Gonzaga e Jóia.
A denominada “Operação Cotrijuí” apura uma série de delitos que, supostamente, vêm sendo cometidos por uma organização criminosa que integra os quadros da cooperativa, dentre os quais se incluem apropriação de grãos pertencentes aos cooperados, adulterações de documentos e uma série de fraudes destinadas à obtenção de proveito econômico em prejuízo da instituição.
Participam do cumprimento dos mandados de busca e apreensão 10 promotores de Justiça e 10 delegados de Polícia, além de integrantes do Gaeco e das Delegacias de Polícia envolvidas.
Na região Sul, os trabalhos são presididos pelo promotor de Justiça Cláudio Rafael Morosin Rodrigues e pelo delegado de Polícia Civil, Cristiano Ritta.
Segundo o promotor, essa ação, neste primeiro momento, é de análise de material coletado. “Iremos levar os documentos para analisar na sede da promotoria, em Bagé, e começar a investigação para tentar apurar alguns elementos de provas de delitos”, explica.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...