ANO: 25 | Nº: 6284
01/02/2018 Cidade

Bloco Dentro da Casinha se une à luta pela preservação do Rio Camaquã

Foto: Divulgação

Bloco desce a Avenida Sete de Setembro no dia 10 de fevereiro
Bloco desce a Avenida Sete de Setembro no dia 10 de fevereiro

Uma alternativa para quem vai passar o Carnaval na cidade, o bloco Dentro da Casinha traz um tema social como samba-enredo neste ano: Para Sempre Rio Camaquã. O responsável pela letra é o coordenador do bloco, o empresário Márcio Monteiro.
Ele explica que o bloco surgiu em 2012, como uma alternativa de celebração das folias de Momo para quem permanece em Bagé durante o feriado de Carnaval. Após um hiato de quatro anos, os desfiles serão retomados no sábado, 10, junto ao Galo Caixeiro do Meio-Dia, que abre os festejos na cidade. O bloco Dentro da Casinha será o terceiro a desfilar, com saída em frente ao Clube Caixeiral.
O empresário explica que o tema dos festejos desse ano se uniu à luta pela preservação do Rio Camaquã, onde a Mineração Iamgold Brasil e a Votorantim Metais solicitaram instalação para o lavramento e o beneficiamento de minerais polimetálicos. “Agora é a hora de lutar”, diz.
Quem tiver interesse, pode garantir sua camiseta no Bar do Fabinho, na Sete de Setembro, e no Restaurante Moranguinho.


Tema exalta preservação

Para sempre Rio Camaquã
Eu tenho fé que te deixem em paz
A tua vida é meu sorriso
Porque te amo Rio Camaquã
A tua beleza é um paraíso
O Camaquã rio dos meus sonhos
Onde eu pesquei com meus irmãos e com meu pai
Não quero zinco, cobre nem chumbo
Quero água limpa, nossa descida é demais
É dentro da casinha que me sinto em liberdade
Saio e morro de saudade
É festa no Cassino, muita praia e liberdade
Mas eu morro de saudade
Quero te ver sempre bem lindo
E digo não a esse mar de poluição
Quero poder tomar tua água, comer teus peixes
Hoje e a nova geração
Tem um lugar maravilhoso
Se a minha cabeça eu preciso relaxar
Lugar perfeito, verão e inverno
É o meu céu, vou pro Rincão do Inferno
É Lavras, Caçapava
É Pinheiro e Bagé
Vou pra luta e boto fé
Eu digo sim à vida e não à mineração
Quero vida, morte não!

Deixe seu comentário abaixo

Em tempo real

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...