ANO: 26 | Nº: 6539
02/02/2018 Fogo cruzado

Marlon Santos assume presidência do parlamento gaúcho

Foto: Marcelo Bertani/Agência ALRS

Deputado permanece no cargo até janeiro de 2019
Deputado permanece no cargo até janeiro de 2019

Em sessão solene realizada, ontem, o deputado Marlon Santos, do PDT, foi empossado como presidente da Assembleia Legislativa para o quarto e último ano da 54ª Legislatura. Foram eleitos, para a Mesa Diretora 2018, os deputados Juliano Roso, do PCdoB, como 1º vice-presidente; Nelsinho Metalúrgico, do PT, como 2º vice-presidente; Edson Brum, do PMDB, como 1º secretário; Frederico Antunes, do PP, como 2º secretário; Zilá Breitenbach, do PSDB, como 3º secretária; e Maurício Dziedricki, do PTB, como 4º secretário.
A sessão solene de eleição e posse da Mesa Diretora foi aberta pelo então presidente da Casa, deputado Edegar Pretto, PT. Após a execução do Hino Nacional pelo músico Clênio Bibiano da Rosa, ocorreu a renúncia dos integrantes da Mesa Diretora 2017, para atender o acordo pluripartidário de que a presidência será ocupada pelas quatro maiores bancadas desta legislatura, uma a cada ano.
Após a renúncia, foi apresentada a composição da chapa única para a Mesa Diretora 2018, que foi eleita com 47 votos favoráveis e um contrário. Os integrantes ficarão à frente do Parlamento gaúcho até 31 de janeiro de 2019. Em seu pronunciamento de despedida, Edegar Pretto falou da gestão compartilhada que garante o rodízio na presidência na Casa das quatro maiores bancadas. "Quero lembrar que este entendimento respeita a vontade popular, respeita a proporção partidária e enaltece a democracia do Parlamento gaúcho", destacou.
No primeiro pronunciamento como chefe do Legislativo, Marlon Santos começou cumprimentando a bancada do PDT, sua equipe e família, além dos integrantes de seu partido. Quanto aos colegas deputados, agradeceu os ensinamentos. "Continuarei na presidência sendo o mesmo, mas ainda mais humilde", garantiu. Ele também disse que o trabalho de aproximação do parlamento com a imprensa, já iniciado nas gestões anteriores, será intensificado.


Perfil

Marlon Arator Santos da Rosa, 43 anos, é natural de Cachoeira do Sul, na região central do Estado. O parlamentar, que é orientador espiritual e palestrante requisitado, com diversos livros publicados, se tornou conhecido ainda devido à atividade como médium.
O deputado tem 18 anos de experiência política. Santos desempenhou cargos de vereador, em 2000, deputado estadual, em 2002, e prefeito, em 2004, retornando ao parlamento em 2010, sendo o terceiro mais votado dos 55 deputados na reeleição de 2014.
O pedetista exerceu a função de ouvidor-geral da Assembleia Legislativa, presidiu a Comissão de Finanças, Planejamento, Fiscalização e Controle e foi o relator da Lei de Diretrizes Orçamentárias em 2013 e do Orçamento do Estado do Rio Grande do Sul em 2015.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...