ANO: 25 | Nº: 6402
03/02/2018 Fogo cruzado

Prefeito de Hulha Negra busca auxílio para amenizar efeitos da estiagem

Foto: Divulgação

Renato Machado entregou lista de solicitações ao governo do Estado
Renato Machado entregou lista de solicitações ao governo do Estado

O prefeito de Hulha Negra, Renato Machado, do PP, busca apoio do governo do Estado para atenuar os efeitos da estiagem. Durante agenda em Porto Alegre, na semana passada, o chefe do Executivo solicitou cestas básicas, que devem ser entregues na terça-feira. No roteiro de reuniões junto à secretaria do Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR), Casa Civil, Gabinete do Governador e à Fundação Gaúcha do Trabalho e Ação Social (FGTAS), o progressista também requereu a perfuração de três poços artesianos (na zona urbana, assentamento Santa Elmira e Comunidade Nova Esperança), e a disponibilização de 350 reservatórios de água de 500 litros.
Em Hulha Negra, as perdas no campo, em função da estiagem, já ultrapassam R$ 8 milhões. O município decretou situação de emergência no dia 22 de janeiro e aguarda homologação do Estado e da União. Durante a agenda na capital, ao lado da presidente do Legislativo, Elizângela Coitinho, do PP, e do técnico em informática Brandt Acosta, Machado pediu, ainda, o empréstimo de uma escavadeira, que poderá ser usada na escavação e manutenção de açudes no interior do município. “Falei com o governador e disse que nossa situação é emergencial. Não tem água na Hulha Negra e precisamos de ajuda para agora. Não temos mais como esperar, a população do campo não tem como esperar”, disse o prefeito, enfatizando que Sartori apontou que liberaria ajuda ao município.
O Estado deve distribuir, inicialmente, 200 cestas básicas e kits de higiene. O material será coletado pela prefeitura de Hulha Negra na terça-feira, em Cachoeirinha. “Ainda tenho esperança de receber as 300 cestas que reivindicamos. A quantia que o Estado disponibilizou é menor do que nossa necessidade e, com isso, famílias ficarão desprovidas. É uma situação difícil, mas vamos estar sempre próximas a essas famílias prejudicadas com a estiagem. É hora de unirmos forças e vencer mais uma batalha. Na próxima semana vamos fazer uma força-tarefa para distribuir as cestas básicas e os kits de higiene”, disse Machado.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...