ANO: 24 | Nº: 6110
06/02/2018 Cidade

Empresas avançam em terraplanagem de áreas para novos residenciais

Foto: Tiago Rolim de Moura

Melhoria do relevo em terreno na Avenida Espanha já está 70% concluída
Melhoria do relevo em terreno na Avenida Espanha já está 70% concluída

As empresas responsáveis pela obra dos novos residenciais que serão construídos através do programa Minha Casa, Minha Vida, do governo federal, em Bagé, estão realizando a terraplanagem para adaptação dos terrenos onde as estruturas serão colocadas.
Num total de 1.164 unidades residenciais, sendo que 600 serão instaladas na avenida Espanha, pela Dallé Construtora, de Bagé, e 564 apartamentos serão erguidos no bairro Morgado Rosa, pela Michelon Construtora e Incorporadora, de Pelotas.

Avenida Espanha
Conforme o empresário Luís Fernando Dalé, diretor de execução da Dallé Construtora, uma equipe de 11 funcionários trabalha no terreno, que já está com cerca de 70% da terraplanagem concluída.
A expectativa do empresário é que a etapa seja encerrada nos próximos 15 dias. Dalé explica que o terreno necessitou de grande movimentação de terra, devido estar em condições complicadas para fazer a construção.
O empresário avisa que a próxima fase da obra será a perfuração do terreno e colocação das placas de concreto que sustentarão os edifícios. A pavimentação da área deve iniciar em 20 dias. As instalações das redes de esgoto e hidráulica serão realizadas no mesmo período. A expectativa é de que a obra seja concluída até dezembro de 2019 ou janeiro de 2020.
A área de aproximadamente quatro hectares, localizada na avenida Espanha, nas proximidades de um reservatório de água, foi doada à prefeitura de Bagé pelo governo do Estado, anteriormente foi propriedade da Companhia de Habitação do Rio Grande do Sul (Cohab).
A obra prevê 19 prédios com até 16 apartamentos. Cada unidade tem área total de 40 metros quadrados de área interna, com dois quartos, sala, cozinha e banheiro.


Morgado Rosa

De acordo com a arquiteta da Michelon Construtora, Hebe Martins Damé, a terraplanagem da área se estenderá até março ou abril. Na próxima semana, começa a pavimentação das ruas e a colocação das redes de esgoto e água.
A empresa deve construir 564 unidades residenciais dentro do prazo de 18 meses. Os registros dos imóveis já foram realizados e serão divididos em dois lotes (362 e 302) de unidades habitacionais. 
No primeiro lote, a empresa deve construir em uma área superficial de quatro hectares, localizada entre o Parque do Gaúcho e o loteamento Morgado Rosa. A segunda está localizada próximo ao Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense (IFSul). O total é de 9,5 hectares.
Além do residencial, a empresa é responsável por realizar as obras de esgoto, iluminação, pavimentação e arborização da parte interna.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...