ANO: 25 | Nº: 6330

Viviane Becker

viviminuano@hotmail.com
Colunista social do Jornal Minuano, Viviane Becker é experiente jornalista de geral e conhecida editora do caderno de variedades Ellas.
16/02/2018 Caderno Ellas

Coluna Top 5 - Livros para ler nas férias

Foto: Reprodução JM

Sugestões de Livros da Leb Livraria e Cafeteria
Sugestões de Livros da Leb Livraria e Cafeteria

É tempo de descansar e não existe nada melhor do que se perder em um bom livro. Com indicações da LEB e do empresário Richarles Nogueira, separamos cinco dicas de obras interessantes para você curtir as horas de descanso acompanhado de boas histórias que prometem prender sua atenção.

1. Origem, Dan Brown

De Onde Viemos? Para Onde Vamos? Robert Langdon, o famoso professor de Simbologia de Harvard, chega ao ultramoderno Museu Guggenheim de Bilbao para assistir a uma apresentação sobre uma grande descoberta que promete “mudar para sempre o papel da ciência”. De repente, a noite meticulosamente orquestrada se transforma em um caos, e a preciosa descoberta corre o risco de ser perdida para sempre. Diante de uma ameaça iminente, Langdon tenta uma fuga desesperada de Bilbao ao lado de Ambra Vidal, a elegante diretora do museu que trabalhou na montagem do evento. Juntos, seguem para Barcelona à procura de uma senha que ajudará a desvendar o segredo de Edmond Kirsch. Numa jornada marcada por obras de arte moderna e símbolos enigmáticos, os dois encontram pistas que vão deixá-los cara a cara com a chocante revelação de Kirsch… e com a verdade espantosa que ignoramos durante tanto tempo.

 

2. Crer ou não crer

O que pode dizer um homem que fez o voto de se dedicar a Deus, a outro que está plenamente convencido de que Deus não existe? O que pode ouvir um crente de um ateu? O que um ateu pode aprender? São questões assim que guiaram o encontro entre o padre Fábio de Melo e o historiador Leandro Karnal e resultaram neste livro. Um debate rico e respeitoso entre um cético e um católico, oferece uma referência importante aos brasileiros crentes e não crentes. Com coragem para provocar um ao outro e humildade para aceitar os argumentos, os autores discutiram pontos fundamentais, como: se o mundo é melhor ou pior sem Deus e se a religião ajuda ou atrapalha. Uma obra que irá agradar e enriquecer milhões de leitores.

 

3. Sutil arte de ligar o F*da-se

Chega de tentar buscar um sucesso que só existe na sua cabeça. Chega de se torturar para pensar positivo enquanto sua vida vai ladeira abaixo. Chega de se sentir inferior por não ver o lado bom de estar no fundo do poço. Coaching, autoajuda, desenvolvimento pessoal, mentalização positiva — sem querer desprezar o valor de nada disso, a grande verdade é que às vezes nos sentimos quase sufocados diante da pressão infinita por parecermos otimistas o tempo todo. Mark Manson usa toda a sua sagacidade de escritor e seu olhar crítico para propor um novo caminho rumo a uma vida melhor, mais coerente com a realidade e consciente dos nossos limites. Ele conta umas piadas aqui, dá uns exemplos inusitados ali, joga umas verdades na sua cara e pronto, você já se sente muito mais alerta e capaz de enfrentar esse mundo cão.

 

4.  Livro de Jô

Prestes a completar oitenta anos e com verve mais afiada do que nunca, Jô Soares compartilha sua trajetória de astro midiático num livro de memórias escrito para fazer rir, chorar e, sobretudo, não esquecer.

O primeiro volume resgata fatos, lugares e pessoas marcantes da juventude de Jô e reconstitui seus primeiros passos no mundo dos espetáculos, nas décadas de 1950 e 1960. Entre a infância dourada no Copacabana Palace e a dura conquista do estrelato, acompanhamos o autor do nascimento aos trinta anos. Os antecedentes familiares, a meninice privilegiada nos palácios da elite carioca, a mudança para um internato na Suíça, os marcos da formação cultural do futuro showman na adolescência, a paixão pelo jazz, a estreia modesta em pontas no cinema e na televisão, o primeiro casamento e, finalmente, a conquista do sucesso numa São Paulo fervilhante: tudo que você sempre quis saber sobre Jô, ele mesmo conta, com o talento narrativo do romancista de O Xangô de Baker Street e O homem que matou Getúlio Vargas.

 

 

5. 1565 enquanto o Brasil nascia

Este livro é a história dos inúmeros e improváveis personagens que, juntos, passaram por batalhas sangrentas, vitórias e reveses, episódios de sorte e coragem, e grandes aventuras para construir o Brasil nos dois primeiros séculos de colonização portuguesa. O jornalista Pedro Doria narra os eventos que culminaram na fundação do Rio de Janeiro, em 1565, passando pelo nascimento de São Paulo, anos antes, e costurando as histórias de portugueses, índios, franceses e africanos que, entre erros e acertos, inventaram um país.

 

 

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias do caderno

Outras edições

Carregando...