ANO: 25 | Nº: 6283
17/02/2018 Segurança

Acusada em caso de latrocínio de Gilberto Bittencourt Siveira é presa em Rio Grande

Foto: Divulgação

Mulher estava foragida e foi detida durante cumprimento de mandado de prisão preventiva
Mulher estava foragida e foi detida durante cumprimento de mandado de prisão preventiva

Uma das mulheres acusadas de participar do caso do latrocínio que culminou com o assassinato do tradicionalista Gilberto Bittencourt Silveira foi presa na madrugada de ontem. A acusada foi encontrada em uma casa noturna, onde trabalhava. A mulher estava foragida e a ação consistiu no cumprimento de um mandado de prisão preventiva. O trabalho foi realizado pelas Delegacias Especializada em Furtos, Roubos, Entorpecentes e Capturas (Defrec) de Rio Grande e Bagé.

Silveira foi assassinado no dia 31 de janeiro. Ele foi encontrado, já sem vida, dentro de seu veículo, próximo ao Kartódromo de Bagé. No dia 9 de fevereiro, o inquérito do caso foi encaminhado ao judiciário. Seis pessoas foram indiciadas como envolvidas no latrocínio. O caso teria sido comandado por um apenado do Presídio Regional de Pelotas, com o envolvimento de duas mulheres e de três homens que executaram a ação.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...