ANO: 25 | Nº: 6311
19/02/2018 Fogo cruzado

Linha aérea entre Bagé e Porto Alegre é citada como avanço logístico para o Estado

Foto: Karine Viana/Palácio Piratini

Sartori argumentou que novas rotas, mesmo as ainda em negociação, são uma conquista para o RS
Sartori argumentou que novas rotas, mesmo as ainda em negociação, são uma conquista para o RS

Entre os desafios de governar um Estado está a necessidade de investir para desenvolver a área de logística. Com essa análise, representantes do Executivo gaúcho, dentre os quais o governador José Ivo Sartori, abordaram a perspectiva do setor para o presente e o futuro no 4° Fórum Os Caminhos do Rio Grande, realizado na sexta-feira, na sede da Sociedade de Amigos do Balneário de Atlântida (Saba), na praia de Atlântida, em Xangri-Lá. A criação de uma linha aérea entre Bagé e Porto Alegre foi mencionada, no evento, como um exemplo de avanço.

Na abertura do fórum, Sartori falou sobre o atual momento do Rio Grande do Sul, alegando a recuperação de 1,7 mil quilômetros de estradas como outro ponto positivo. Considerando a realidade em que o Estado se encontra, impedido de buscar empréstimos para investir em melhorias, o governador ressaltou que o processo de mudanças profundas para modernizar a máquina pública foi iniciado nos primeiros dias de gestão. Na avaliação dele, a infraestrutura é exemplo de que o RS passa por um momento de travessia, mas que não está paralisado diante das dificuldades.

"Já reduzimos a projeção de déficit de R$ 25 bilhões para R$ 8 bilhões até o final de 2018 e estamos otimistas quanto à adesão ao Regime de Recuperação Fiscal", destacou. "Isso não resolve todos os nossos problemas, mas é um grande passo. Será um fôlego financeiro de R$ 11,3 bilhões até 2020. Um dinheiro que fica aqui para equilibrarmos as contas e voltarmos a investir naquilo que é essencial: segurança, educação, saúde, assistência social e infraestrutura", completou.

Sartori falou sobre outras realizações que beneficiaram a logística em seus três anos de governo. Ele garantiu que a ERS-118 está "saindo do papel" e mais trafegável. Outro ponto foram os investimentos em melhorias nos aeroportos gaúchos.

Entre as conquistas exaltadas, também estão os voos regulares da Azul de Porto Alegre para Santo Ângelo e Uruguaiana, e as novas rotas da capital para Rivera/Santana do Livramento, Bagé, Passo Fundo, Rio Grande e Santa Cruz do Sul, que estão em negociação (a Gol solicitou a adesão ao Programa Estadual de Desenvolvimento da Aviação Regional para operar, em parceria com a empresa de táxi aéreo Two Flex, cinco novas rotas). 

Ainda foram citados temas como a expansão do transporte hidroviário e os números de movimentação nos portos como medidas resultantes das ações da atual gestão.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...