ANO: 25 | Nº: 6282
27/02/2018 Cidade

Abaixo-assinado contra valor dos combustíveis cobrado em Bagé será entregue ao MP

Foto: Tiago Rolim de Moura

Grupo exige investigação sobre preços praticados em Bagé
Grupo exige investigação sobre preços praticados em Bagé

Criada no início de fevereiro, a mobilização organizada por Maykel Dias e Vinícius Alves Branco contra o valor do combustível cobrado em Bagé apresenta o resultado da primeira ação. Em pouco mais de quinze dias, o grupo reuniu mais de duas mil assinaturas, que serão entregues no Ministério Público na quinta-feira, 1º de março.
A ação foi pensada pelo grupo após a primeira reunião de mobilização, no início deste mês. Assim, entrou no ar a petição pública, que objetiva solicitar ao MP uma investigação sobre o valor do combustível na cidade, considerado abusivo pelos motoristas.
"Estamos finalizando a nossa parte neste primeiro momento, com esta petição pública, e entregando em mãos para as autoridades. Este é um movimento legítimo de assinaturas voluntárias. Todos que entraram e assinaram foi por livre iniciativa e exercício da cidadania diante dos altos preços cobrados nos combustíveis em Bagé", afirma Dias.
Durante este período, o grupo também ouviu empresários do setor, através de entrevistas com quatro proprietários de postos da região, sendo dois de Bagé. "Também ouvimos o outro lado, afinal todos sofrem com os altos impostos, inclusive os donos de postos", destaca Dias.
O documento online pode ser assinado até as 23h59min do dia 28 no site peticaopublica.com.br. A entrega das assinaturas e de informações levantadas pelo grupo através de entrevistas serão entregues ao MP na quinta-feira à tarde.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...