ANO: 25 | Nº: 6283
28/02/2018 Editorial

Insegurança digital

O nascimento da internet, há alguns anos atrás, trouxe uma nova realidade global. Mensagens instantâneas, relacionamentos a longa distância e possibilidades inesgotáveis de negociações surgiram. Foi decisivo: o mundo passou a mudar, se adaptar e, claro, assimilar este novo sistema.

Passado um curto período, e até a atualidade, o mundo se conectou. Passou a passar mais tempo visualizando a tela do celular do que as maravilhas que a natureza proporciona, seja sua flora, fauna ou aquele pôr do sol de tantas cores diferentes que é quase impossível descrever. Este afastamento da realidade, não virtual, meio que robotizou. Claro, as vantagens que a rede mundial de computadores proporcionou é extremamente valiosa e isso se mostrou na simples aceleração do crescimento de economias, no desenvolvimento cada vez mais rápido de tecnologias, hoje tão essenciais ao cotidiano.

Mas o mundo digital trouxe, consigo, novos desafios. Se antes o ser humano entendia como segurança o fato de estar dentro de casa, com estruturas firmes, fechaduras novas, grades – se necessário, isso também mudou. A não ser que cada cidadão seja um especialista no assunto, e isso ainda não se consumou, todos passaram a ser alvos constantes dos mais variados tipos de crimes digitais.

A varejista on-line Netshoes, uma gigante mundial no ramo, por mais que frequentemente invista em recursos tecnológicos avançados, acabou, também, sendo alvo de um ataque hacker que afetou milhões de clientes. A informação, oficialmente divulgada ontem, apontou que, em dezembro do ano passado, o ataque envolveu operações no Brasil e resultou na divulgação de dados não bancários dos usuários do site da empresa. Ou seja, pelo simples fato de comprar em um ambiente considerado confiável, até pela atuação e credibilidade conquistada pela empresa, clientes entraram no rol de afetados.

A menção à Netshoes é apenas um exemplo da insegurança digital. Trata-se de um caso que, apesar de não ter especificamente lesado usuários, de forma monetária, demonstrou que a capacidade de hackers cresce na mesma proporção da criação de novas tecnologias que buscam tornar o ambiente virtual mais seguro. Sim, na atualidade, apesar de conectados e interligados a qualquer instante, os habitantes de todo o globo estão à mercê do próximo ataque.

Deixe seu comentário abaixo

Outras edições

Carregando...