ANO: 25 | Nº: 6282
07/03/2018 Cidade

Palestra para professores municipais aborda a educação ambiental

Foto: Renata Lima

Evento reuniu docentes no salão nobre da prefeitura
Evento reuniu docentes no salão nobre da prefeitura
O salão nobre da Prefeitura de Bagé sediou, ontem, pela manhã, uma palestra promovida pela Secretaria de Educação e Formação Profissional (Smed) com o pesquisador da Embrapa, Marcos Borba. O assunto abordado foi a educação ambiental, tema que vem sendo desenvolvido, na atualidade, junto às escolas municipais.
Segundo o responsável pelo setor de educação ambiental da Smed, Uequerlan Hilário, o objetivo é fazer com que os professores passem noções de como respeitar e cuidar do meio ambiente. “Já executamos trabalhos na área e a série de palestras que iremos apresentar vão contribuir ainda mais, já que serão compartilhados com os alunos”, avaliou. 
A professora da Emei Maria Ferraz, Zena El Hatal, falou sobre a iniciativa da Smed. “Foi uma ótima palestra. É difícil conscientizar os adultos, mas as crianças que estamos ensinando hoje poderão ter novas atitudes com o meio ambiente no futuro. Além disso, devemos incentivar que cobrem das autoridades a fiscalização e cumprimento das leis que se referem ao meio ambiente”, falou.
Por sua vez, o presidente do Conselho Municipal do Meio Ambiente, Norton Sampaio, também esteve no local e assistiu à palestra. “O trabalho que a prefeitura vem realizando é muito importante. Estão chamando pessoas sem comprometimento político e sim com viés técnico. Os professores são multiplicadores e essas ações fazem com que o tema esteja em pauta na sociedade”, considerou.
A próxima palestra terá como tema a água, em local e horário a definir.
 
Programa
 
Iniciado em junho de 2017, Programa de Educação Ambiental da Smed, promove mudanças no cenário das escolas do município. Professores, alunos, pais e comunidade escolar envolvem- se em atividades que visam uma única causa: preservar o meio ambiente. O projeto, executado se divide em cinco eixos principais: coleta seletiva; hortas escolares; embelezamento e plantio de mudas; conscientização ambiental e sustentabilidade (o uso racional de água e energia elétrica).
 
Segundo Hilário, o objetivo é promover uma transformação de cultura. “Precisamos proporcionar uma mudança de pensamentos e ver o meio ambiente como essencial para nós. Estamos unindo forças, juntos para uma transformação. Acreditamos que a base de tudo é a escola, que é por onde iniciamos”, declara.
 

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...