ANO: 26 | Nº: 6524
08/03/2018 Campo e Negócios

Alunos da Urcamp participam de evento da C.Vale, em Cruz Alta

Foto: Reprodução JM

Dia de campo de verão ocorreu no final de fevereiro
Dia de campo de verão ocorreu no final de fevereiro

Reforçada por caravanas de produtores que viajaram mais de cinco horas até Cruz Alta, a segunda etapa do dia de campo de verão da C.Vale repetiu o interesse pela troca de grãos por insumos registrado em fevereiro. Agricultores de Bagé, Dom Pedrito e de outros municípios estiveram no campo experimental da cooperativa para garantir materiais e ouvir pesquisadores e representantes de empresas privadas ligadas ao agronegócio. Cerca de 2,5 mil pessoas participaram do evento, realizado nos dias 27 e 28 do mês passado. Pela região, estiveram presentes alunos do curso de Agronomia da Urcamp. O convite foi realizado pela equipe C.Vale Bagé, que é parceira no campus rural da instituição de Ensino Superior.
No encontro, o pesquisador José Denardin, da Embrapa Trigo, de Passo Fundo, alertou para a necessidade de descompactação do solo com o uso de escarificadores e rotação com gramíneas. Segundo ele, além de melhorar a produtividade, a técnica reduz o risco de doenças na soja.
Os participantes do evento conferiram 22 variedades de soja, 18 híbridos de milho e outros produtos destinados ao cultivo de grãos. A C.Vale programou palestras sobre conservação de solos, fisiologia de plantas para altas produtividades e manejo de ervas de difícil controle. A cooperativa ofereceu, ainda, estrutura para que os associados encaminhem propostas envolvendo a troca de insumos por grãos. Dezesseis empresas privadas e a Embrapa participaram do evento, ao lado da rodovia que liga Cruz Alta a Ibirubá. A C.Vale possui 27 unidades para recebimento de grãos no Rio Grande do Sul.

Exemplo
No ano passado, o associado Carlos Silveira de Ávila saiu de Bagé para participar do evento e depois de ouvir técnicos da cooperativa voltou para a propriedade e começou a aplicar a agricultura de precisão em 300 hectares de terra, fornecendo ao solo insumos que estimulam o desenvolvimento das raízes. Com isso, ele busca aumentar a tolerância das plantas à estiagem, um problema comum na região da Campanha gaúcha.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...