ANO: 25 | Nº: 6312
16/03/2018 Cidade

Chuvas auxiliam na recuperação de barragens

Foto: Antônio Rocha

“As chuvas auxiliaram a aumentar o volume de água nas barragens, mas a precipitação não foi o suficiente para reverter a atual situação do município”, é o que aponta o diretor do Departamento de Água, Arroios e Esgoto de Bagé (Daeb), Volmir Silveira, sobre as chuvas registradas em Bagé, entre a noite de quarta-feira e a manhã de ontem, quando foram contabilizados 50 milímetros de precipitação na Estação de Tratamento de Água (ETA).

De acordo com a assessoria de imprensa da autarquia, na barragem da Sanga Rasa foram captados 72 milímetros (mm) de chuva. Com isso, o principal reservatório do município, que no  dia anterior tinha atingido seu menor nível no ano, - sete metros aquém do ideal – conseguiu aumentar seu volume em 10 centímetros.  

Na barragem do Piraí, que se encontrava há 2,3 metros abaixo do volume padrão, foram contabilizados 52,5 milímetros de chuva, o que aumentou seu nível em 15 cm. Entretanto, conforme assessoria, o volume de água na barragem pode aumentar nos próximos dias, pois a área de captação do reservatório permite que ele ainda receba a água, até esta sexta-feira.

 

Obra de transposição

A autarquia estima concluir, hoje, a obra de transposição da água da barragem do Piraí para a Sanga Rasa. A expectativa é de que assim que seja finalizada tal empreitada, um volume de 80 litros por segundo seja despejado no principal reservatório do município, o que deve auxiliar na manutenção do nível atual da água.
O empreendimento foi iniciado em fevereiro, com a implantação de 1,3 mil metros de rede. O investimento total da obra está na ordem de R$ 367.219,90.

Outras medidas

A medida imediata para tentar amenizar a situação do município, que sofre com a estiagem, foi a reativação dos poços artesianos, além da melhoria dos que estavam em funcionamento. Isso garantiu a atividades de oito estruturas: Malafaia I, Malafaia II, Floresta, Madezatti, Tiarajú, São Domingos, Stand e Comandante Kraemer. A autarquia também planeja reativar o poço emergencial, localizado na área da futura barragem da Arvorezinha.

Outra ação que obteve resultados positivos para a autarquia, é o abastecimento com caminhões-pipa, em localidades em que a pressão da água é considerada baixa, às chamadas pontas de rede. Locais como o bairro Damé, Presídio Regional, Santa Casa de Caridade, Passo do Perez, Residencial Charrua, Cemitério dos Azevedos, Corredor do Butica e rua do Acampamento, próximo ao prédio da RBS TV, são abastecidos pelos veículos.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...