ANO: 25 | Nº: 6335
19/03/2018 Cidade

Direito da Urcamp arrecada donativos para Casa da Menina em trote solidário

Foto: Divulgação

Alunos foram convidados a participar da atividade
Alunos foram convidados a participar da atividade

O trote solidário oganizado pelo Diretório Acadêmico do curso de Direito da Universidade da Região da Campanha (Urcamp), em parceria com alunos e professores, arrecadou alimentos e produtos de higiene que serão doados à Casa da Menina, mantida pela instituição.
A integrante do Diretório Acedêmico, Samantha Rugnitz, aluna do 8º semestre do curso, destaca que a organização buscou apoio da universidade, que se sensibilizou e prestou todo incentivo necessário. A pró-reitora Acadêmica, Virgínia Dreux, destaca o caráter solidário da ação. “Nós vimos que a intenção era ajudar. Tinha um cunho comunitário. Então tínhamos a obrigação de apoiar”. Os acadêmicos também conseguiram, com uma empresa especializada em fotos e eventos, o empréstimo de uma cabine fotográfica.
As brincadeiras contaram com regras. O ambiente usado para a pintura dos calouros foi forrado com lona para não sujar o piso do saguão da universidade. A tinta era guache para não manchar roupas. Depois de receber a pintura, cada estudante era levado à cabine fotográfica. Mas, para ter direito à sessão de cinco fotos, era necessária a doação de um donativo. A adesão não era obrigatória, conforme destaca o presidente do Diretório Acadêmico, Raul Fernandes, aluno do 9º semestre. “Nós fizemos um termo de responsabilidade, onde cada estudante que aceitou participar assinou dando o seu consentimento. Isso só tornou a brincadeira ainda mais saudável e amistosa”, conta.
A caloura Ana Carolina Nicoloso Brito aceitou o trote. “Achei válido, por ser solidário, então estamos ajudando pessoas que precisam e isso acaba incentivando outros cursos”, justifica. O bom exemplo não parou por aí. Ao final do trote alunos e professores realizaram um mutirão para juntar todo o lixo acumulado pelas brincadeiras.
As arrecadações continuam durante toda esta semana e, ao final, serão entregues, com uma confraternização, na Casa da Menina. “Não foi só uma brincadeira, que depois fica esquecida. Queríamos algo marcante e assim estamos ajudando e ensinando os acadêmicos novos a também serem solidários”, avalia Fernandes.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Em tempo real

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...