ANO: 25 | Nº: 6260

Fernando Risch

fegrisch@gmail.com
Escritor
23/03/2018 Fernando Risch (Opinião)

Não tenho mais idade para ter ressaca

Há vários sinais que nos indicam quando estamos ficando velhos de espírito. Pode ser o aumento na preocupação das contas a pagar, com o devido afundamento cotidiano numa fixação financeira; pode ser o asco a lugares agitados e multidões; pode ser um mau humor inexplicável contra obviedades ou, até mesmo, sentir os efeitos da ressaca.

Eu cheguei nesse ponto: não tenho mais idade para ter ressaca. Quando jovem, é muito fácil ser inconsequente e fazer eventos no meio da semana; um churrasco na quarta, uma festinha na quinta e no outro dia, sob os holofotes de uma apoteose, o jovem está lá, em pé, mal dormido e se sentindo bem para ir trabalhar ou estudar.

Cheguei ao meu limite. O que significa que domingo é um dia em que eu necessariamente tenho que cortar qualquer tipo de convide a fazer qualquer coisa que me dê uma ressaca na segunda-feira. Domingo é dia sagrado por uma razão. Ele foi colocado exatamente no ponto certo, como um recado que diz: “deu, acabou, hoje não”.

Alguns desrespeitam isso quando se tem idade para aguentar as consequências e alguns se aventuram, sabendo que estarão acabados no outro dia e aquela sensação não apenas destruirá o primeiro dia útil da semana, mas a semana inteira.

Na quarta-feira, teve Grenal. Meu time perdeu, o que significa que eu afoguei o lamento. Se ganhasse, alagaria a alegria. Coisas da vida. Na quinta, descobri que envelheci e não tenho mais idade para isso. Preciso de uma nova rotina. Sexta-feira e sábado, talvez – e olhe lá.

Tornar-se mais velho é um processo biológico natural, todos envelheceremos, espero que com vitalidade e ação, até que os dias nos engulam. A velhice de espírito, essa não é fácil. Essa te derruba e te transforma numa ameba viva. Jovens velhos, de alma dura.

Infelizmente, é inevitável. No pico dos meus vinte e oito e muitos cabelos brancos, estou me tornando um. Tenho 184 anos de espírito. Não aguento uma ressaca.

Deixe seu comentário abaixo

Outras edições

Carregando...