ANO: 24 | Nº: 6186
27/03/2018 Cidade

Prefeitura busca utilizar estrutura do Lar Santo Estevão como casa de abrigo para crianças

Foto: Tiago Rolim de Moura

Local funcionou como creche por mais de 40 anos
Local funcionou como creche por mais de 40 anos

Desde que foi anunciado o encerramento das atividades do Lar Santo Estevão, a comunidade se questiona sobre o destino da estrutura que atendeu crianças por mais de 40 anos. Agora, a Prefeitura de Bagé busca um acordo com a Igreja Anglicana do Brasil, proprietária do prédio, para utilizá-lo como abrigo. A informação foi confirmada pelo chefe de gabinete da Secretaria Municipal de Assistência Social, Habitação e Direitos do Idoso, João Pedro Finger, que está encarregado pelo projeto.
Finger conta que, atualmente, o pedido de permuta está sendo analisado pela Procuradoria Jurídica do Município. Após a aprovação dos dois lados, a prefeitura poderá utilizar o local e realizar as adaptações necessárias para ampliar o serviço de atendimento do município. “A intenção é fazer com que a estrutura continue a atender o público infantil, mantendo sua tradição, mesmo que de outra maneira”, destaca.
O prédio, localizado no bairro Santa Flora, na zona leste de Bagé, foi fundado em 1974, por Manoelinha Araújo e pelo reverendo Antônio Guedes, através da Igreja Anglicana do Brasil. Por um período, funcionou como internato. Por causa de dificuldades financeiras, o local iria fechar as portas em 1997, quando a vereadora Sonia Leite assumiu o comando, com apoio da população e padrinhos. O fechamento foi definido, em setembro de 2017, após exigências feitas pela Vigilância Sanitária quanto ao espaço, com necessidade de adaptações, como reformas na cozinha e instalação de telas, além da contratação de uma nutricionista para suprir as necessidades das crianças.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...