ANO: 26 | Nº: 6528
29/03/2018 Fogo cruzado

Lei pode autorizar município a custear exames toxicológicos

O Executivo bajeense busca nova autorização da Câmara de Vereadores para efetuar o pagamento do exame toxicológico dos servidores públicos municipais que exercem o cargo de motorista das categorias C, D e E, na renovação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Legislação semelhante, aprovada em janeiro do ano passado, perdeu prazo em dezembro.
O exame toxicológico foi instituído pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran), em 2016. O prefeito de Bagé, Divaldo Lara, do PTB, observa que a autorização para que o pagamento seja atribuído ao município, em caráter temporário, é fundamental para manter o cronograma de trabalho dos servidores, “como forma de não inviabilizar o serviço público”, pontua o chefe do Executivo.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...