ANO: 24 | Nº: 6108

Rochele Barbosa

rochelebarbosa@gmail.com
Jornalista formada pela Universidade da Região da Campanha. Responsável pela produção e reportagem do caderno de Saúde do Jornal MINUANO
02/04/2018 Caderno Minuano Saúde

O que são os cuidados paliativos?

Foto: Divulgação

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), em conceito definido em 1990 e atualizado em 2002, "cuidados paliativos consistem na assistência promovida por uma equipe multidisciplinar, que objetiva a melhoria da qualidade de vida do paciente e seus familiares, diante de uma doença que ameace a vida, por meio da prevenção e alívio do sofrimento, da identificação precoce, avaliação impecável e tratamento de dor e demais sintomas físicos, sociais, psicológicos e espirituais".

Conforme o Instituto Nacional do Câncer (Inca) nas fases iniciais do câncer, o tratamento geralmente é agressivo, com objetivo de cura ou remissão, e isso é compartilhado com o doente e sua família de maneira otimista. Quando a doença já se apresenta em estágio avançado ou evolui para esta condição mesmo durante o tratamento com intenção curativa, a abordagem paliativa deve entrar em cena no manejo dos sintomas de difícil controle e de alguns aspectos psicossociais associados à doença. Na fase terminal, em que o paciente tem pouco tempo de vida, o tratamento paliativo se impõe para, através de seus procedimentos, garantir qualidade de vida.

Nesta edição, iremos falar sobre a aula inaugural dos cursos de Saúde da Universidade da Região da Campanha (Urcamp) e também saber um pouco sobre esses cuidados tão importantes para uma vida melhor dos pacientes.

Como funciona esse tipo de cuidado

Amanhã, no complexo do Museu Dom Diogo de Souza, acontecem o 1º workshop de Cuidados Paliativos da Região da Campanha, às 17, com o tema: "Amor e gratidão: como cuidar de alguém na fragilidade", e a aula inaugural do Centro de Ciências da Saúde da Urcamp, às 19h30min, com a palestra "A morte é um dia que vale a pena viver”.

A atividade vai ser ministrada pela renomada palestrante Ana Cláudia Quintana Arantes, médica geriátrica, docente de medicina e autora do livro “A morte é um dia que vale a pena viver”. A médica debaterá, com estudantes, professores e profissionais da saúde, questões sobre cuidados paliativos, conjunto de práticas para assistência multidisciplinar especializada no atendimento a pacientes com doenças incuráveis.

A iniciativa foi idealizada pela professora do curso de Farmácia da Urcamp Ana Paula Simões Menezes e pela médica do Hospital Universitário (HU) Dr. Mário Araújo Alice da Cruz Fernandes.

Patrocinadores: Unicred Região da Campanha, Clinipampa, Centro Clínico, Laboratório Examinare, Mistura da Terra, Vitalis Cogumelos do Sol, ASM, Clínica Kalil, Hospital Universitário, São Lucas Gestão Hospitalar, Luma Consultório de Enfermagem, Prefeitura Municipal de Bagé e Unacon.

Segundo Ana Paula, a atividade tem o objetivo de inserir os cuidados paliativos como assunto a ser discutido nos eventos de saúde na região. Todos os cursos de ciências da saúde irão participar e contribuir sobre o tema.

De acordo com a médica geriatra Alice Fernandes a área dos cuidados paliativos visa aliviar o sofrimento e agregar qualidade de vida ao processo de morte.

“Lida com questões físicas, psicológicas, sociais , espirituais e de ordem prática, com seus medos, suas expectativas, necessidades e esperanças. São indicados para todos os pacientes (e familiares) com doença ameaçadora da continuidade da vida por qualquer diagnóstico, seja qual for a idade, e a qualquer momento da doença em que eles tenham expectativas ou necessidades não atendidas”, explica.

Esse procedimento, conforme a médica explica, pode complementar e ampliar os tratamentos modificadores da doença ou podem tornar-se o foco total do cuidado. “São prestados mais efetivamente por uma equipe interdisciplinar (médicos, enfermeiros, nutricionistas, farmacêuticos, psicólogos, assistentes sociais, fisioterapeutas, fonoaudiólogos e voluntarios que sejam competentes e habilidosos em todos os aspectos do processo de cuidar relacionados à sua área de atuação)”, ressaltou a profissional.

Os cuidados paliativos não são um apêndice do tratamento da pessoa idosa; são um fundamento da assistência. A OMS preconiza que sua atuação busca a prevenção e o alívio do sofrimento, mediante o reconhecimento precoce, uma avaliação precisa e criteriosa e o tratamento impecável da dor e de outros sintomas e das demandas de natureza física, psicossocial ou espiritual.

 

Princípios dos cuidados paliativos:

· Fornecer alívio para dor e outros sintomas estressantes como astenia, anorexia, dispneia e outras emergências oncológicas;

· Reafirmar vida e a morte como processos naturais;

· Integrar os aspectos psicológicos, sociais e espirituais ao aspecto clínico de cuidado do paciente;

· Não apressar ou adiar a morte;

· Oferecer um sistema de apoio para ajudar a família a lidar com a doença do paciente, em seu próprio ambiente;

· Oferecer um sistema de suporte para ajudar os pacientes a viverem o mais ativamente possível até sua morte;

· Usar uma abordagem interdisciplinar para acessar necessidades clínicas e psicossociais dos pacientes e suas famílias, incluindo aconselhamento e suporte ao luto.

Pontos considerados fundamentais no tratamento:

· A unidade de tratamento compreende o paciente e sua família;

· Os sintomas do paciente devem ser avaliados rotineiramente e gerenciados de forma eficaz através de consultas frequentes e intervenções ativas;

· As decisões relacionadas à assistência e tratamentos médicos devem ser feitos com base em princípios éticos;

· Os cuidados paliativos devem ser fornecidos por uma equipe interdisciplinar, fundamental na avaliação de sintomas em todas as suas dimensões, na definição e condução dos tratamentos farmacológicos e não farmacológicos, imprescindíveis para o controle de todo e qualquer sintoma;

· A comunicação adequada entre equipe de saúde e familiares e pacientes é a base para o esclarecimento e favorecimento da adesão ao tratamento e aceitação da proximidade da morte.

 

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Outras edições

Carregando...